Futebol Internacional

5 clubes europeus que saem "derrotados" desta janela de transferências de verão

Nathália Almeida
Ajax, de Antony, perdeu muitas peças importantes neste mercado de transferências
Ajax, de Antony, perdeu muitas peças importantes neste mercado de transferências / BSR Agency/GettyImages
facebooktwitterreddit

Momento muito aguardado pelos torcedores, a janela de transferências de verão pode ser um verdadeiro pesadelo para clubes intermediários, afinal, são estes que tendem a perder seus bons valores para as maiores potências do Velho Continente. Mas não são os times médios que sofrem no mercado de intertemporada não: tem clube gigante da Europa fazendo feio na "lojinha da bola" e levantando desconfiança para 2022/23.

A seguir, elencamos 5 clubes europeus que, ao menos até o momento, saem "derrotados" desta janela de transferências de verão. Vale destacar que a maioria dos principais mercados europeus segue aberta até o dia 1° de setembro, ou seja, ainda há tempo de deixar essa incômoda lista:


5. Manchester United

Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo ainda não definiu se permanecerá no clube / Matthew Ashton - AMA/GettyImages

Não é que o Manchester United faça um mau mercado - contratou nomes interessantes como Lisandro Martínez e Christian Eriksen -, mas perto do que o clube projetava para esta janela e precisava para competir com seus arquirrivais (Liverpool e Manchester City), o pacote de reforços ficou aquém das expectativas até o momento.

Una isso ao fato de que o principal alvo de mercado do clube, Frenkie de Jong, recusou veementemente a ideia de deixar o Barcelona e se transferir ao Old Trafford. Ainda há a pendência da situação de Cristiano Ronaldo, que já deu sinais de querer deixar o clube inglês.

4. Milan

Franck Kessie
Milan não conseguiu convencer Kessié a permanecer / Marco Canoniero/GettyImages

Atual campeão da Serie A Italiana, o Milan movimentava expectativas neste verão justamente por ter voltado a ser protagonista em seu país. Contudo, a retomada da competitividade no Rossonero não reacendeu sua força de mercado: até aqui, o gigante de Milão não anunciou nenhuma contratação tão relevante.

Os nomes mais importantes que chegaram foram os atacantes Divock Origi (ex-Liverpool) e Charles De Ketelaere (ex-Brugge). Importante lembrar que o Rossonero perdeu um titular absoluto de sua equipe, o volante Franck Kessié, que rumou ao Barcelona como agente livre.

3. Sevilla

Jules Kounde
Sevilla vendeu dois ativos de seu elenco e não fechou contratações de peso / Juan Manuel Serrano Arce/GettyImages

Classificado à próxima edição da Champions League, o Sevilla movia altas expectativas neste mercado de transferências em termos de aquisições mas, até aqui, a equipe andaluz só movimentou a janela no campo das saídas. E as despedidas foram bem pesadas.

Julen Lopetegui perdeu, de uma vez só, seus dois zagueiros titulares: Diego Carlos foi vendido ao Aston Villa, ao passo que Jules Koundé reforçou o Barcelona. Mercado doloroso para o torcedor sevilhista.

2. Porto

Vitor Ferreira
Vitinha deixou o Porto rumo ao PSG / Gualter Fatia/GettyImages

Assim como o Milan, o Porto é mais um caso de campeão nacional que perdeu forças na intertemporada. É bem verdade que clubes portugueses estão acostumados a sofrer "desmanches" nas janelas de verão, mas o clube do Dragão acabou perdendo, de cara, os dois jogadores mais talentosos de seu setor de meio-campo.

Fábio Vieira foi contratado pelo Arsenal, enquanto Vitinha rumou ao PSG. Além dos dois jovens talentos, o Porto ainda deu adeus ao goleiro Agustin Marchesín (Celta) e ao zagueiro Mbemba (Marseille).

1. Ajax

Ryan Gravenberch
Ajax se despediu de titulares absolutos de seu time / BSR Agency/GettyImages

O clube tradicional que mais sofreu nesta janela de transferências de verão foi, sem dúvida, o Ajax. Muito visado pelas grandes potências financeiras do continente, o time holandês perdeu nada menos do que seis titulares na janela: o goleiro André Onana, o lateral-direito Noussair Mazraoui, o lateral-esquerdo Nico Tagliafico, o zagueiro Lisandro Martínez, o volante Ryan Gravenberch e o centroavante Sébastien Haller.

É bem verdade que o clube da capital foi ao mercado para repor as baixas, mas as reposições não estão à altura das saídas. Para completar a série de más notícias, seu treinador, Erik ten Hag, fechou com o Manchester United.

facebooktwitterreddit