​O Vasco venceu a equipe do River Plate por 1x0, na Flórida Cup, e garantiu a terceira posição do torneio amistoso disputado nos EUA. Após o espetáculo do futebol, porém, um torcedor do River protagonizou um lamentável episódio de racismo através de uma rede social. O torcedor não identificado chamou os vascaínos de "negros de m..." e afirmou que o clube terminaria como a Chapecoense, em alusão à tragédia de novembro do ano passado.


A resposta do clube cruz-maltino, porém, foi à altura da grandeza e da história do gigante da colina.

​​

​​​​Poucos clubes no Brasil teriam tanta propriedade para se posicionar contra o racismo quanto o Club de Regatas Vasco da Gama. Na década de 20, o clube foi o primeiro a conquistar o título carioca com integrantes diferentes da aristocracia carioca que praticava o esporte até então. O título de 1923 veio com uma equipe formada por negros e operários. Assim o time contribuiu de forma decisiva para democratizar o futebol numa época em que o racismo era um problema social ainda mais grave no país.


Alguns clubes manifestaram apoio ao Vasco da Gama. O Corinthians foi o primeiro: " Alô Vasco! Estamos juntos na luta contra o fim do racismo" foi a mensagem do Timão. O Atlético-Mg seguiu o exemplo: "Conte com o Galo nessa causa" foi o recado do clube de Minas. De positivo nisso tudo, é que ao menos hoje, a intolerância é minoria.

​​

​​

​​