Futebol brasileiro

4 clubes tradicionais do futebol brasileiro que amargam profundas crises esportivas

Wéverton Rodrigues
Vitória é um dos clubes que sofre nos bastidores e isso refletiu diretamente no campo
Vitória é um dos clubes que sofre nos bastidores e isso refletiu diretamente no campo / Getty Images/GettyImages
facebooktwitterreddit

É bastante comum ver grandes escudos do futebol brasileiro passarem por grandes crises internas de gestão e também financeira, sem falar na falta de competitividade dentro das quatro linhas. O Náutico, por exemplo, é um desses times que enfrentam dificuldades para se estabelecer no cenário nacional e, assim, voltar a vislumbrar momentos mais prósperos.

O acesso para a elite parece distante da realidade da equipe pernambucana e a Série C é logo ali, afinal, o Timbu é apenas o 19º colocado, com apenas quatro vitórias em 21 jogos - inclusive na atual rodada o time perdeu para o Bahia. Pensando nisso, o 90min resolveu reunir alguns dos times brasileiros que possuem tradição, mas que estão atravessando momentos delicados em sua história. Confira!

1. Vitória

Atual 11º colocado da Série C, o Vitória é mais um que há muito não figura com protagonismo no cenário do futebol nacional. Eliminado na Copa do Brasil de 2022 na terceira fase para o Fortaleza depois de duas derrotas. Em 2018 o time disputou o Brasileirão, mas foi rebaixado e desde então a situação só piorou, tanto que em 2021 caiu para a Série C. Porém, tudo indica que o Leão está começando a respirar um pouco mais aliviado: depois de aderir a um programa emergencial, o clube baiano diminuiu dívida em mais de R$ 57 milhões, segundo o ge.

2. Guarani

Um dos times mais tradicionais do futebol nacional, campeão brasileiro em 1978, o Bugre não tem vivido vida fácil na atual temporada. Como se não bastasse ter de brigar contra o rebaixamento na atual edição da Série B - ocupa a 18ª posição -, o time ainda vive momento delicado fora das quatro linhas. Para se ter uma ideia, os relatórios de finanças apurados no ano passado dão conta de que a dívida ultrapassou a marca dos R$ 200 milhões. Com uma receita baixa, o alviverde acaba precisando encontrar novas soluções para lidar com a crise. A transição para SAF, que chegou a ser discutida, é uma delas.

3. Paraná Clube

A história recente do Tricolor conta com vários episódios que o torcedor faz questão de esquecer. Um deles é o fato de o clube da capital paranaense precisar pagar indenização e aluguel mensal à União para usar as instalações da Vila Capanema. Na Série D do Brasileirão, a equipe ocupa a nona posição do Grupo B e ainda respira para tentar continuar na briga pelo acesso. Segundo matéria do ge, o último balanço sinalizou um prejuízo de R$ 6 milhões na temporada passada e, com isso, a dívida saltou para R$ 147 milhões.

4. Santa Cruz

Segundo clube mais vitorioso do futebol pernambucano, com 29 conquistas estaduais, atrás apenas do Sport, a Cobra Coral atualmente está em 4º lugar no Grupo D da Série D. O Tricolor há muito tempo não sabe o que disputar uma competição com reais condições de título. Com demissões internas a invasão da torcida ao CT, o clube pernambucano, campeão de quatro dos últimos 10 estaduais, atravessa momento tenso em sua história, com direito a dívida que fica entre 180 a 220 milhões de reais, segundo o presidente Antônio Luiz Neto.

facebooktwitterreddit