Copa Libertadores

4 campeões da Libertadores que voltaram ao clube como cartolas

Lucas Humberto
Edu Dracena segue exemplo de Lugano, Fernandão, Júnior e Leonardo Silva
Edu Dracena segue exemplo de Lugano, Fernandão, Júnior e Leonardo Silva / Eduardo Anizelli/GettyImages
facebooktwitterreddit

Ídolo do Santos, Edu Dracena desembarcou na Vila Belmiro em 2009 e rapidamente tornou-se uma referência. Zagueiro dos bons e líder nato dentro das quatro linhas, ele não demorou muito para receber a braçadeira de capitão e, portando tamanha autoridade, conduziu o Peixe rumo ao título da Conmebol Libertadores da temporada 2010/11.

Nesta quarta-feira (27), o clube anunciou seu retorno na função de executivo de futebol. Assim como no caso do ex-defensor, outros grandes jogadores que conquistaram a Glória Eterna retornaram aos seus antigos times como cartolas. Abaixo, nós relembramos quatro dos casos mais emblemáticos.

1. Leonardo Silva (Atlético-MG)

Leonardo Silva Atlético-MG Copa Libertadores Edu Dracena Cartola
Defensor se aposentou em 2020 / AFP/GettyImages

Integrante do plantel que venceu o torneio continental mais importante do futebol sul-americano na campanha 2012/13, o zagueiro e ídolo do Galo se aposentou no início de 2020. Seu primeiro ato como ex-jogador foi assumir a coordenação da equipe de transição do clube.

2. Diego Lugano (São Paulo)

Lugano São Paulo Cartola Edu Dracena Santos
Lugano está entre os estrangeiros mais vitoriosos do futebol nacional / MIGUEL SCHINCARIOL/GettyImages

Com lugar garantido entre os estrangeiros mais vitoriosos do futebol nacional, Diego Lugano sagrou-se campeão da Libertadores na temporada 2004/05.

Pouco tempo depois de findar sua segunda passagem pelo Morumbi, o zagueiro uruguaio assumiu a posição de diretor esportivo do clube, cargo do qual se despediu no início de 2021.

3. Maestro Junior (Flamengo)

Leovegildo Lins da Gama Júnior, conhecido em todo o território nacional como Maestro Júnior, está no rol de grandes ídolos do Flamengo. Campeão da Libertadores nos idos de 1980/81, o histórico lateral-esquerdo assumiu a função de gerente de futebol do Mais Querido durante o ano de 2004.

4. Fernandão (Internacional)

Fernandão Internacional Cartola Edu Dracena
Centroavante está entre os grandes ídolos do Internacional / AFP/GettyImages

"Eterno Capitão Colorado", como ficou conhecido, Fernandão está entre os jogadores mais adorados da história do Internacional. Depois de anos vitoriosos dentro das quatro linhas e títulos de expressão na prateleira, como a Libertadores da temporada 2005/06, o ex-centrovante foi anunciado como diretor executivo do clube em meados de 2011.

Ele faleceu em junho de 2014, vítima da queda de um helicóptero.

facebooktwitterreddit