3 candidatos para substituir Joachim Löw no comando técnico da Alemanha

Nov 19, 2020, 5:37 AM GMT-3
Joachim Low
Spain v Germany - UEFA Nations League | Fran Santiago/Getty Images
facebooktwitterreddit

Na última terça-feira (17), Espanha e Alemanha se enfrentaram pela rodada 6 do grupo 4 da UEFA Nations League. Os espanhóis saíram vencedores da partida, por uma goleada de 6 a 0 em uma grande atuação dos comandados de Luís Henrique.

Com o resultado, a Alemanha foi eliminada da competição, mesmo que tivesse a vantagem do empate para a classificação para as semifinais. Durante a partida, os comandados de Joachim Löw não tiveram domínio e imposição sobre os espanhóis em nenhum momento do jogo. Um completo massacre no Estádio Olímpico de Sevilla.

FBL-EUR-NATIONS-ESP-GER
FBL-EUR-NATIONS-ESP-GER | CRISTINA QUICLER/Getty Images

Com mais um resultado bastante negativo sob comando de Joachim Löw - 14 anos no cargo de treinador -, questiona-se a permanência do técnico em meio a uma renovação na seleção. Desde o tetracampeonato mundial em 2014, a equipe nacional alemã não vem tendo o mesmo destaque, com campanhas bem aquém de seu potencial nas últimas duas grandes competições - Euro 2016 e Copa 2018.

Na última Copa do Mundo, inclusive, foi a primeira vez que os alemães não se classificaram para o mata-mata, com um desempenho bem abaixo na fase de grupos em um grupo considerado "tranquilo".

TOPSHOT-FBL-WC-2018-MATCH43-KOR-GER
TOPSHOT-FBL-WC-2018-MATCH43-KOR-GER | ROMAN KRUCHININ/Getty Images

Nessa atual Nations League, a frustação se dá pela vantagem do empate que a equipe antes detinha para a classificação ao Final Four. No entanto, veio a goleada por seis gols de diferença - algo que não acontece desde 1931, há 89 anos atrás em amistoso contra a Áustria.

Com esse cenário, coloca-se em pauta que a Alemanha é uma seleção que exige certo protagonismo no cenário europeu e internacional, embora não tenha em sua história uma cultura imediatista e resultadista em demissão de treinadores e mudanças drásticas. Isso se explica com o grande ciclo do técnico atual - 14 anos -, e a quantidade de treinadores ao longo de toda asua história, com dez no total de 94 anos.

Spain  v Germany -UEFA Nations league
Spain v Germany -UEFA Nations league | Soccrates Images/Getty Images

É notória a necessidade de uma renovação na comissão técnica alemã, com novas ideias e novos conceitos. Mas, para tal mudança, as opções não são muitas, o que requer um bom investimento da federação alemã para trazer um nome conhecido não só pela seleção, mas também para sua nação.

Com isso, listamos três treinadores de nacionalidade alemã que poderiam ser uma boa alternativa nesse processo de renovação da seleção nacional da Alemanha.

3. Jürgen Klinsmann

Juergen Klinsmann
FC Schalke 04 v Hertha BSC - DFB Cup | DeFodi Images/Getty Images

Ex-treinador da seleção no período de 2004 a 2006, o técnico Jürgen Klinsmann tem em seu currículo a boa campanha na Copa do Mundo de 2006, sediada na Alemanha, com a terceira colocação na competição. Seu último trabalho foi no Hertha Berlim, saindo em fevereiro deste ano, logo, está sem clube no momento.

Em jogos oficiais pela seleção alemã, Klinsmann tem 21 vitórias, sete empates e seis derrotas em 34 partidas.

2. Jürgen Klopp

Jurgen Klopp
Liverpool v SSC Napoli - Pre-Season Friendly | Ian MacNicol/Getty Images

Jürgen Klopp é um dos grandes treinadores da atualidade, com feitos históricos por Liverpool e Borussia Dortmund. O alemão tem 53 anos, e vem somando aproveitamentos impressionantes no comando de suas equipes nos últimos anos - 67,8% até o momento com o Liverpool, e 63,5% em seu período em Dortmund.

Trata-se de uma contratação difícil por sua longevidade e história no clube inglês, mas uma tentativa muito interessante para o futuro do futebol alemão.

1. Hansi Flick

FBL-GER-SUPERCUP-BAYERN MUNICH-DORTMUND
FBL-GER-SUPERCUP-BAYERN MUNICH-DORTMUND | CHRISTOF STACHE/Getty Images

Hansi Flick é um dos grandes e mais promissores técnicos da nova geração alemã, mesmo com pouquíssimo tempo no cargo de treinador. Flick foi treinador adjunto da seleção alemã de 2006 a 2014, e comandou o Bayern de Munique na temporada impecável de 2019/20, conquistando tudo o que disputou - Bundesliga, Copa da Alemanha, Supercopa da Alemanha, Liga dos Campeões e Supercopa da UEFA.

Uma alternativa bem conhecida pela federação alemã e com história na comissão técnica da seleção, mas que vive grande momento no comando do Bayern. Vale a tentativa.

facebooktwitterreddit