Futebol brasileiro

3 armas do Flamengo para reverter a decisão do Campeonato Carioca e ficar com o título

Antonio Mota
O Flamengo ainda não jogou a toalha na final do Campeonato Carioca. E tem armas para buscar o resultados...
O Flamengo ainda não jogou a toalha na final do Campeonato Carioca. E tem armas para buscar o resultados... / MB Media/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Flamengo não conseguiu impor o ritmo e perdeu para o Fluminense por 2 a 0, no Maracanã, na noite da última quarta-feira, 30, pela primeira partida da final do Campeonato Carioca de 2022. Com o revés, o Rubro-Negro ficou muito para trás no Fla-Flu e se complicou na busca pelo inédito tetracampeonato do Cariocão. Agora, o Fla vai precisar construir um bom placar para ficar com o título.

A seguir, veja 3 armas do Flamengo para reverter a decisão do Campeonato Carioca e ficar com o título.

1. Giorgian de Arrascaeta

Giorgian de Arrascaeta Flamengo Fluminense Futebol Carioca Estadual
Arrascaeta pode fazer toda a diferença para o Flamengo. / Getty Images/GettyImages

Em virtude de condições climáticas adversas, Arrascaeta (e Isla) demorou mais do que o esperado para voltar ao Brasil após a Data-Fifa. Com isso, o meio-campista não pôde atuar durante os 90 minutos no primeiro Fla-Flu da decisão do Carioca, o que certamente pesou contra o Flamengo.

Agora, na segunda metade da decisão do Estadual, o camisa 14 vai estar à disposição e muito mais próximo do 100%... É o craque do time e vai tentar de tudo para fazer a diferença.

2. Dupla Bruno Henrique e Gabigol

Gabriel Barbosa, Bruno Henrique Flamengo Carioca Futebol
Bruno Henrique e Gabigol já fizeram o ‘impossível’ pelo Flamengo. / Bruna Prado/GettyImages

Bruno Henrique e Gabigol se completam, se procuram e estão quase sempre em sintonia dentro das quatro linhas. No primeiro Fla-Flu, o camisa 9 não contou com o BH27 durante muitos minutos e isso também prejudicou o Mais Querido. A dupla já fez o impossível pelo Fla e pode repetir a dose no final de semana.

3. Fla 100% focado – exemplo da final da Supercopa do Brasil

Bruno Henrique Flamengo Fla-Flu Fluminense Carioca
O Flamengo precisa entrar com ‘sangue nos olhos’ no Fla-Flu. / Getty Images/GettyImages

Para além dos três nomes destacados acima, o Flamengo precisa ter o jogo coletivo como a sua principal arma. Isto é, o goleiro e os zagueiros devem ser seguros, os meio-campistas precisam ajudar na construção e na destruição e os atacantes devem ser letais... Se tudo encaixar, o Rubro-Negro vai ter boas chances contra o Fluminense.

E mais, o Fla também deve invocar o espírito aguerrido da partida contra o Atlético-MG, pela final da Supercopa do Brasil. O título não foi alcançado lá, mas o desempenho foi positivo. É brigar em toda bola, ter entrega e não jogar a toalha até o apagar das luzes.

facebooktwitterreddit