Copa do Mundo 2022

27 dias para a Copa do Mundo: com 27 derrotas, o México é a seleção que mais perdeu na história dos Mundiais

Bia Palumbo
Seleção mexicana tem tradição em Copa do Mundo e em 2022 no Catar busca quebrar a 'maldição' do quarto jogo
Seleção mexicana tem tradição em Copa do Mundo e em 2022 no Catar busca quebrar a 'maldição' do quarto jogo / Arte; Eduardo Fricks
facebooktwitterreddit

A Copa do Mundo do Catar começa em 20 de novembro e o México é um dos 32 classificados. A seleção conhecida como La Tri está no grupo C, o mesmo de Arábia Saudita, Argentina e Polônia.

Uma das expressões futebolísticas que mais representa a história dos mexicanos no torneio é "bater na trave". Presente desde a primeira Copa do Mundo, em 1930, o país latino disputou até hoje 57 jogos, um recorde entre aqueles que nunca conquistaram o título. Ao todo foram 16 vitórias, 14 empates e 27 derrotas, algo que explica também uma missão para 2022: interromper um incômodo jejum de 36 anos.

Em 1986, quando sediou a Copa do Mundo, o México eliminou a Bulgária nas oitavas - em jogo marcado por um golaço de Manuel Negrete - e caiu na fase seguinte, nos pênaltis, para a vice-campeã Alemanha Ocidental.

Esta foi a última vez que eles avançaram do primeiro mata-mata, mesmo conseguindo disputar quase todas as edições que vieram a seguir, exceto 1990, quando a seleção foi banida porque quatro jogadores adulteraram a idade para disputar o Mundial sub-20 de 1988, um episódio conhecido como El Cachirulazo, e a punição da FIFA durou dois anos.

A volta dos mexicanos foi em 1994, nos EUA, quando chegaram nas oitavas, mas desta vez a Bulgária de Hristo Stoichkov deu o troco e foi para as quartas ao levar a melhor nas penalidades - 3 a 1 após empate em 1 a 1 no tempo normal e prorrogação. Alemanha (1998), EUA (2002), Argentina (2006 e 2010), Holanda (2014) e Brasil (2018) são outros algozes. Na Rússia, Neymar e Roberto Firmino marcaram na vitória canarinho por 2 a 0.

Ao longo dos tempos a Seleção Mexicana formou ídolos como o goleiro Antonio Carbajal, presente em cinco edições consecutivas de Copa do Mundo, o zagueiro Rafa Márquez, que em 2018 bateu o recorde de partidas (18) como capitão, o meia-atacante Cuauhtémoc Blanco, e os atacantes Luis Hernández, conhecido como “El Matador” pela fama de artilheiro, e Javier 'Chicharito' Hernández, maior goleador da história da seleção.

O México se classificou para o Catar com a melhor campanha nas Eliminatórias da Concacaf, que engloba países da América do Norte, Central e Caribe. Ao todo foram 14 vitórias, oito empates e apenas quatro derrotas.

La Tri estreia no Mundial em 22 de novembro, contra a Polônia que tem como capitão o artilheiro Robert Lewandowski, do Barcelona. Se avançar ao mata-mata, o chaveamento prevê confronto nas oitavas de final contra um adversário do grupo D - Austrália, Dinamarca, França ou Tunísia.

Grupos da Copa do Mundo 2022

GRUPO A: Catar, Equador, Senegal, Holanda
GRUPO B: Inglaterra, Irã, Estados Unidos, País de Gales
GRUPO C: Argentina, Arábia Saudita, México, Polônia
GRUPO D: França, Austrália, Dinamarca, Tunísia
GRUPO E: Espanha, Costa Rica, Alemanha, Japão
GRUPO F: Bélgica, Canadá, Marrocos, Croácia
GRUPO G: Brasil, Sérvia, Suíça, Camarões
GRUPO H: Portugal, Gana, Uruguai, Coreia do Sul

facebooktwitterreddit