Copa do Mundo 2022

12 de julho na história das Copas: o penta que não veio após apagão de Ronaldo e show de Zidane

Fabio Utz
Brasil chegou à final do Mundial de 1998, mas perdeu para a França
Brasil chegou à final do Mundial de 1998, mas perdeu para a França / Simon M Bruty/GettyImages
facebooktwitterreddit

Há exatos 24 anos, o Brasil parou na expectativa de comemorar o pentacampeonato mundial da seleção. Mas ele não veio, e o 12 de julho de 1998 é sempre lembrado, deste então, por uma das derrotas mais marcantes do nosso futebol.

‎Zinedine Zidane Final Decisão Copa Mundo Mundial Brasil França
Zidane deu show na final do Mundial de 1998 / Stu Forster/GettyImages

Comandada por Zagallo, a equipe verde-amarela chegava à final da Copa do Mundo da França credenciada. Defendia o título conquistado em 1994, nos Estados Unidos, e ainda tinha um scratch dos mais valiosos. Do outro lado, um time francês que tentava se firmar no cenário do esporte e almejava sua primeira taça. Enfim, era o duelo dos donos da casa contra o time mais badalado do futebol.

Copa do Mundo Final Decisão 1998 Brasil França Seleção Brasileira Futebol
Brasil sonhou com o penta em 1998, mas ele só viria em 2002 / Simon M Bruty/GettyImages

Só que, infelizmente, aquele título começou a cair no colo dos franceses algumas horas antes de a bola rolar. Ainda na concentração, Ronaldo Nazário sofreu uma convulsão, e isso, naturalmente, abalou todo o elenco. Já no Stade de France, a escalação da seleção, em um primeiro momento, foi divulgada sem a presença do camisa 9, que havia sido levado para uma avaliação médica. Ao chegar no palco da decisão, pediu para jogar e, claro, foi a campo.

Ronaldo Nazario Final Decisão Brasil França Seleção Brasileira Copa Mundo Mundial 1998
Ronaldo foi a campo na decisão mesmo após sofrer convulsão / Simon M Bruty/GettyImages

Só que o clima não era dos melhores. Ficou nítido que o time estava desnorteado, o que facilitou o trabalho dos Les Bleus. Os dois gols de Zidane ainda no primeiro tempo praticamente encaminharam o desfecho da partida. No segundo tempo, coube a Petit confirmar o 3 a 0 e levar os franceses ao ápice da alegria.

ESCALAÇÕES

Brasil: Taffarel; Cafu, Aldair, Júnior Baiano e Roberto Carlos; César Sampaio (Edmundo), Dunga, Rivaldo e Leonardo (Denilson); Bebeto e Ronaldo.

França: Barthez; Thuram, Leboeuf, Desailly e Lizarazu; Deschamps, Karembeu (Bogossian) e Petit; Zidane, Djorkaeff (Vieira) e Guivarc'h (Dugarry).

facebooktwitterreddit