Os 10 maiores goleadores da história do Grêmio

Próximo0 / 10

Esse é o Top 10 dos maiores artilheiros do Grêmio em toda história.


Você verá a seguir a lista com os cinco maiores goleadores da história do tricolor do sul. Craques que fizeram história no clube gaúcho.


Ganharam títulos estaduais, nacionais, continentais e mundiais!

Ah que saudade dessa época de ouro!

Próximo0 / 10
Próximo1 / 10

10. Alcindo (264 gols)

Alcindo Martha de Freitas nasceu em Sapucaia do Sul – RS no ano de 1945. Começou pelos juvenis do Aimoré e, curiosamente, foi atleta por um tempo do Internacional, maior rival gremista. Porém foi dispensado logo aos treze anos por pedir uma ajuda financeira (!) do colorado. Fato ocorrido em 1958.


Jogou no Sport Club Rio Grande em 1963 e em 1964 mudou-se para o Grêmio, onde se tornaria um dos maiores jogadores da história tricolor. Formou uma bela dupla de ataque com João Severiano. Ficou até 1972 quando foi pra São Paulo jogar pelo Santos de Pelé e Carlos Alberto Torres. Foi pro México e posteriormente retornou ao Grêmio.

Próximo1 / 10
Próximo2 / 10

9. Tarciso (222 gols)

José Tarciso de Souza foi um atacante que deixou seu nome na história gremista por ser o seu segundo maior artilheiro. Antes de ser idolatrado no sul, o menino mineiro jogou pelo América do Rio de Janeiro. Até que em 1973 partiu pro Grêmio. Tornou-se o atleta que mais vestiu a camisa do time, com 721 partidas disputadas no período de 1973 à 1986.


No Imortal, venceu além de vencer o Campeonato Gaúcho em 5 ocasiões, estava presente na equipe campeã da Libertadores e do Mundial Interclubes na temporada de 1983. Antes disso já havia conquistado o Brasileirão em 1981.

Próximo2 / 10
Próximo3 / 10

8. Baltazar (130 gols)

Baltazar Maria de Morais Júnior, natural de Goiânia – GO, foi um dos mais efetivos atacantes da história tricolor. Porém antes de seu sucesso arrasador, começou pelo Atlético Goianiense em 1978. Provavelmente sua ida ao time do sul foi dada por seu faro de artilheiro nato logo quando jovem. Afinal sagrou-se artilheiro do Campeonato Estadual naquela temporada.


Já em 1979 o Grêmio seria sua nova e duradoura casa. De cara conquistou o regional Gaúcho, repetindo o feito no ano seguinte. Foi companheiro de Tarciso (2º colocado) no Brasileirão de 1981, quando venceu a final contra o São Paulo no Morumbi. Ele havia perdido um pênalti no jogo de ida.

Próximo3 / 10
Próximo4 / 10

7. Osvaldo (106 gols)

Nascido no interior paulista, Osvaldo Luiz Vital começou a ser projeto no cenário nacional pela Ponte Preta em 1978. Onde permaneceu até 1982, mudando-se em seguida para o Grêmio. É responsável pelo único gol do tricolor contra, por ironia do destino, a Macaca, em 1981 no maior público da história do Olímpico com 98 mil pessoas na semifinal do Brasileirão.


Também esteve presente na equipe campeã da Taça Libertadores da América de 1983 e Mundial do mesmo ano. Ao contrário dos anteriores, não ficou um tempo relativamente grande no clube. Foram “apenas” 6 temporadas com a camisa do Imortal. Suficiente para todas as glórias citadas acima.

Próximo4 / 10
Próximo5 / 10

6. Jonas - O Mestre Jonas (78 gols)

Jonas Gonçalves Oliveira nascido em Bebedouro em 1 de abril de 1984 é um atacante que jogou pelo Grêmio entre 2007 e 2011.


Foi artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2010 e é um dos cinco maiores artilheiros da história do Grêmio.


Dados pelo Grêmio: 131 partidas e 78 gols.

Próximo5 / 10
Próximo6 / 10

5. Loivo (74 gols)

Loivo Ivan Johann, nascido em Brochier, foi um ponta-esquerda que jogou no Grêmio entre 1970 e 1980.


Foi campeão da Copa Rio de La Plata (1968), do Campeonato Gaúcho de Futebol (1968), da Taça do Atlântico (1971)e da Taça Cidade de Salvador (1972)


É o sexto maior artilheiro do Grêmio, com 74 gols, mesmo número de Renato Portaluppi.

Próximo6 / 10
Próximo7 / 10

4. Renato Portaluppi (74 gols)

Tido por muitos como o "maior ídolo do Grêmio", Renato Portaluppi, também conhecido como Renato Gaúcho (Guaporé, 9 de setembro de 1962) foi um ponta-direita em sua passagem pelo Grêmio entre 1982 e 1987.


Renato começou a sua carreira no Esportivo de Bento Gonçalves, onde morou durante toda sua infância e juventude. Tempo depois transferiu-se para o Grêmio onde é ídolo até hoje.


Foi o principal jogador do Mundial Interclubes conquistado pelo Grêmio em 1983, marcando 2 gols na vitória contra o Hamburgo por 2x1.


Depois do Mundial, Renato levou o Grêmio ao bicampeonato gaúcho em 1985 e 1986. Após uma excelente campanha nas Eliminatórias, foi convocado para a Copa do Mundo FIFA de 1986, mas durante os preparativos para a competição foi cortado pelo técnico Telê Santana, por indisciplina, e acabou de fora do grupo que viajou até o México.


No Grêmio, marcou 74 gols em 73 jogos.

Próximo7 / 10
Próximo8 / 10

3. Paulo Nunes - O Diabo Loiro (73 gols)

Arílson de Paula Nunes, mais conhecido como Paulo Nunes (Pontalina, 30 de outubro de 1971), é um ex-atacante.


Paulo Nunes foi revelado nas divisões de base do Flamengo, clube que defendeu, profissionalmente, entre 1990 e 1994, quando conquistou seus primeiros títulos.


Certamente, foi no Grêmio, que Paulo Nunes viveu a fase mais gloriosa de sua carreira, tendo conquistado dois Campeonatos Gaúchos, uma Taça Libertadores da América, um Campeonato Brasileiro, uma Recopa Sul-Americana e uma Coba do Brasil. Não fosse isso o bastante, ele também foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro de 1996, com dezesseis gols marcados, e da Copa do Brasil de 1997, com nove gols.

Próximo8 / 10
Próximo9 / 10

2. Ronaldinho Gaucho (68 gols)

Ronaldo de Assis Moreira, nascido em 21 de março de 1980, jogou no Grêmio entre 1997 e 2000.


Sua carreira dispensa comentários.

Começou sua carreira no Grêmio em 1997, ano em que conquistou o campeonato sub-17 pelo Tricolor.


Entre idas e vindas, Ronaldinho é um dos 10 maiores artilheiros do Grêmio da história.


Dados pelo Grêmio: 141 jogos e 68 gols marcados.

Próximo9 / 10
10 / 10

1. André Catimba (67 gols)

Carlos André Avelino de Lima, mais conhecido como André Catimba (Salvador, 30 de outubro de 1946). Atuava como atacante e defendeu equipes como Vitória, Grêmio e Bahia.


Começou sua carreira em 1966 na Bahia. Foi transferido em 1977 para o Grêmio onde virou ídolo. Conquistou 2 Gauchões (1977 e 1979), marcando 67 gols pelo Tricolor.


Curiosidade: Jogou junto com Maradona no Argentinos Juniors.

10 / 10