Transferências

10 oportunidades de mercado na América do Sul para clubes brasileiros

Antonio Mota
Da zaga ao ataque: veja oportunidades de mercado para os clubes do Brasil.
Da zaga ao ataque: veja oportunidades de mercado para os clubes do Brasil. / Alexandre Schneider/Getty Images
facebooktwitterreddit

A pandemia do novo coronavírus aflorou os problemas financeiros dos times de futebol de todo o mundo. No Brasil, os clubes precisaram “apertar os cintos” e pensar em uma forma de seguir em frente com menos dinheiro e mais imbróglios a serem resolvidos. Nesta direção, o comércio da bola ficou mais restrito e as agremiação precisaram olhar para oportunidades de mercado. E existem muitas em todo o mundo, incluindo na América do Sul.

Sem mais delongas, confira 10 oportunidades de mercado na América do Sul para clubes brasileiros. Observação: todos os atletas abaixo têm contrato apenas até o final do ano. Veja:

10. Domingo Blanco (Independiente)

Domingo Blanco, Rodriguinho
Domingo Blanco é uma opção interessante para o meio de campo. / Marcelo Endelli/Getty Images

Nascido e criado no futebol da Argentina, Domingo Blanco é um jogador bastante interessante e que poderia se adaptar bem ao Brasil, onde até já foi ventilado tempos atrás. Aos 26 anos, o meio-campista do Independiente tem qualidade e um bom valor de mercado: 3 milhões de euros.

9. Ramón Arias (Universidad de Chile)

Ramón Arias Universidad de Chile
Ramón Arias é um bom zagueiro. / RAUL ARBOLEDA/Getty Images

Ramón Arias é um defensor multifuncional, de boa estatura e com boa rodagem na América do Sul. Com passagens por Defensor, LDU, Peñarol e outros clubes, o zagueiro cairia bem em algumas das equipes do Brasil.

8. Federico Mancuello (Vélez Sarsfield)

Federico Mancuello
Mancuello tem qualidade. / Pool/Getty Images

Mancuello, do Vélez, apareceu no Brasil anos atrás, quando defendeu o Flamengo e o Cruzeiro, e saiu “devendo futebol”. Porém, o meio-campista tem qualidade, experiência, conhece o nível do esporte por aqui e certamente poderia fazer melhor do que em sua primeira passagem. Vale uma conversa.

7. Juan Sánchez Miño (Estudiantes)

Juan Sanchez Miño
Juan Sánchez Miño tem muita experiência no futebol. / Amilcar Orfali/Getty Images

Cria do Boca Juniors, Juan Sánchez Miño, do Estudiantes, também atuou no Brasil algumas temporadas atrás. Ex-Cruzeiro, o lateral-esquerdo de 31 anos não foi bem, mas pode dar a volta por cima em uma eventual nova oportunidade.

6. Jonathan Cristaldo (Newell's Old Boys)

Jonathan Cristaldo
Lembra dele? Cristaldo hoje atua no Newell's Old Boys. / Luciano Bisbal/Getty Images

Jonathan Cristaldo não atingiu o protagonismo esperado no Palmeiras, time que defendeu entre 2014 e 2016. Porém, o atacante do Newell's Old Boys tem faro de gol e hoje, com mais experiência, apareceria como uma boa alternativa aqui no Brasil.

5. Marco Ruben (Rosario Central)

Marco Ruben
Marco Ruben é muito goleador. / Jam Media/Getty Images

Marco Ruben, do Rosario, deixou uma boa impressão em sua passagem pelo Athletico-PR, em 2019. Goleador e bom de bola, o homem-gol de 34 anos tem qualidade e chegaria para brigar por vaga entre os titulares em muitas equipes do Brasil.

4. Iván Piris (Libertad)

Iván Piris Libertad
Iván Piris é um defensor bastante versátil. / JUAN MABROMATA/Getty Images

Embora não tenha se firmado em praticamente nenhuma equipe ao longo da carreira, o lateral-direito Iván Piris, do Libertad, merece um voto de confiança. Aos 32 anos, o paraguaio acumula passagens por clubes grandes, como o São Paulo e Roma, e pela seleção de seu país. E nada foi por sorte.

3. Erwin Saavedra (Bolívar/BOL)

Erwin saavedra
Erwin Saavedra é um bom nome em atividade na Bolívia. / Pool/Getty Images

O meio-campista Erwin Saavedra, do Bolívar e da Seleção da Bolívia, é outra boa opção para composição de elenco. Conhecido no Brasil pela sua curta passagem pelo Goiás, o meia de 25 anos tem valor de mercado – mais de um milhão de euros – e ainda tem futebol para ‘queimar’.

2. Giovanni González (Peñarol)

Giovanni González
Giovanni González é lateral de seleção. / Alexandre Schneider/Getty Images

Peça-chave no Peñarol, Giovanni González é um dos bons laterais-direitos em atividade na América do Sul. Aos 26 anos, o uruguaio acumula passagens pela seleção de seu país, tem uma boa avaliação no mercado e certamente pode acrescentar no futebol verde e amarelo. Até por isso apareceu na mira do Palmeiras.

1. Ignácio Ramirez (Liverpool/URU)

Ignácio Ramirez Liverpool/URU
Vai um gol aí? Ignácio Ramirez não perdoa. / ERNESTO BENAVIDES/Getty Images

O atacante Ignácio Ramirez, do Liverpool-URU, vem mostrando a cada temporada que pode dar saltos maiores na América do Sul. Aos 24 anos, o uruguaio “sobra” no Uruguai e isso é um bom indicativo para os times brasileiros ficarem de olho. Um bom homem-gol.

facebooktwitterreddit