Reportagem especial

10 curiosidades sobre os uniformes de Villarreal e Liverpool, adversários na semifinal da Champions League

Lucas Humberto
Reds largaram com vantagem de 2 a 0 na ida da semifinal
Reds largaram com vantagem de 2 a 0 na ida da semifinal / David Ramos/GettyImages
facebooktwitterreddit

Rivais na semifinal da Champions League 2021/22, Villarreal e Liverpool não protagonizam o mais equilibrado dos duelos em termos de favoritismo - mesmo o Submarino Amarelo tendo dado provas de que, dentro das quatro linhas, tal questão pouco importa.

De qualquer maneira, quando falamos em história, todo clube centenário possui sua grande parcela de acontecimentos que o tornam único. E foi nesse gancho que nós reunimos 10 curiosidades envolvendo os uniformes dos oponentes.

Villarreal

1. Amarelo por conveniência

Liverpool Villarreal Champions League
Clube espanhol também passou por mudanças no tom das camisas / Anadolu Agency/GettyImages

Fundado em 1923, o Villarreal, em seus primeiros anos, atuava com uma camisa branca e um calção preto. Até 1947, quando tudo mudou. Como os uniformes brancos eram muito buscados, a escassez acabou afetando justamente o clube espanhol.

Para lidar com a falta da primeira opção, foram adquiridas camisas amarelas e shorts azuis. Com o passar do tempo, os torcedores se acostumaram e, assim, o tom não só prevaleceu como virou marca registrada da equipe.

2. A real mudança de 2005

Villarreal Champions League Liverpool
Principal mudanças aconteceu em 2005 / JOSE JORDAN/GettyImages

Tudo bem que, depois de algumas décadas da fundação, o amarelo estava impregnado em tudo que se relacionado ao Villarreal. Contudo, foi somente em 2005, sob mandato do presidente Fernando Roig, que a cor ficou ainda mais em evidência.

À época, ele retirou os calções e as meias azuis do kit para apostar no monocromático amarelo. Funcionou. Desde então, o azul passou a ser utilizado apenas em alguns detalhes, no específico manto dos goleiros ou nas segundas camisas.

3. E o Submarino Amarelo, de onde surgiu?

Villarreal Liverpool Champions League
Músicas dos Beatles acabou virando símbolo da apaixonada torcida / Stefan Matzke - sampics/GettyImages

Lançado em 1966, o álbum Revolver, dos Beatles, tinha entre suas canções a célebre Yellow Submarine. A música serviu de inspiração para os torcedores que, na temporada 1967/68, apoiavam o clube na tentativa do acesso à terceira divisão espanhola. Cor, música, emoção e futebol!

4. Confusão envolvendo Cádiz

Cádiz Villarreal Liverpool Champions League
As cores do Cádiz também são amarelo e azul / SOPA Images/GettyImages

Pode parecer estranho, mas o Cádiz, que também possui amarelo e azul como suas cores, tentou reivindicar o apelido Submarino Amarelo para si. Bem, ainda hoje a questão pode gerar algumas discussões. De qualquer maneira, o Villarreal é sempre mais lembrado ao ouvirmos a alcunha.

5. Incorporação do vermelho e preto

Geronimo Rulli Villarreal Liverpool Champions League
Vermelhou passou a ser visto nos uniformes / Jonathan Moscrop/GettyImages

Como de costume, as segundas e terceiras camisas acabam fugindo dos padrões originais. Mas, até nisso, o Villarreal atinge certa constância. Desde 2000, a equipe apostou várias vezes no vermelho e no preto, incluindo na atual temporada. Até que combina.

Liverpool

6. Primeiro uniforme tinha cores do rival

Reds ou Blues? Fundado em 1892, o Liverpool, em seus primeiros dois anos, tinha um uniforme predominantemente azul. A cor estava presente na camisa, nos calções e nas meias. Curiosamente, os tons são utilizados por outro time da cidade: o Everton, arquirrival dos Reds.

7. Surgimento do vermelho sangue

Liverpool Villarreal Champions League
Reds utilizaram calções brancos antes das mudanças propostas por Shankly / Getty Images/GettyImages

A mudança mais significativa no manto do Liverpool só foi acontecer mesmo nos idos de 1964. À época, o treinador Bill Shankly pediu ao defensor Ronnie Yeats que ele substituísse o calção branco pelo vermelho. Quando o atleta atendeu o pedido, o técnico ficou impressionado.

Na visão de Shankly, a cor poderia intimidar os adversários. Coincidentemente ou não, na estreia do renovado manto, em novembro de 1964, os Reds venceram o Anderlecht, da Bélgica, por 3 a 0, em partida da Champions League. Deu certo, né?

8. Uniforme com... cinto?

Liverpool Villarreal Champions League
Cinto caiu em desuso pela falta de praticidade / Chris Brunskill/Fantasista/GettyImages

Parece estranho, mas aconteceu. Entre 1900 e 1902, o kit dos Reds incluiu um cinto vermelho e branco como parte integrante do uniforme. O acessório, no entanto, foi rapidamente abandonado por não ser considerado muito prático. Quem diria, certo?

9. Pioneirismo comercial

Kenny Dalglish Liverpool Champions League Villarreal
Reds foram pioneiros no âmbito das parcerias comerciais / Getty Images/GettyImages

Se hoje vemos camisas de times com patrocinadores em quase todos os cantos, devemos agradecer ao Liverpool. Em 1979, o clube tornou-se o primeiro da Inglaterra a exibir a marca de uma empresa no manto. Na ocasião, a equipe estampou a logomarca da multinacional Hitachi.

10. Cores variadas nos uniformes secundários

Villarreal Liverpool Champions League
Reds às vezes abandonam o tradicional vermelho / Gualter Fatia/GettyImages

Não é de hoje que os Reds gosta de inovar nos chamados segundos uniformes. Historicamente, o time teve cores para lá de inusitadas nessas camisas, incluindo cinza, verde, azul, branco, preto, violeta e, mais recentemente, amarelo. Isso sem falar das combinações exóticas.


Villarreal e Liverpool se enfrentam nesta terça-feira (03), às 16h de Brasília, em El Madrigal, na Espanha. Quem vencer estará na decisão da Champions League.

facebooktwitterreddit