Champions League

10 curiosidades sobre as camisas de Real Madrid e Manchester City, rivais na semifinal da Champions League

Lucas Humberto
Clubes são rivais na semifinal da Champions League
Clubes são rivais na semifinal da Champions League / Chris Brunskill/Fantasista/GettyImages
facebooktwitterreddit

Camisa pesa? Tradição entra em campo? Na teoria, não. Na prática, muito. O que, claro, não significa que novas histórias não possam ser escritas. Quando Real Madrid e Manchester City entrarem em campo nesta quarta-feira (04), pela partida de volta da semifinal da Champions League, a reputação de ambos também estará dentro das quatro linhas.

De um lado, o maior campeão do torneio europeu. Do outro, o clube que, apesar do pleno domínio nacional nos últimos anos, ainda busca sua consolidação continental. Diferentes histórias, um objetivo, milhões de apaixonados. O futebol em sua essência. Abaixo, você confere 10 curiosidades sobre as camisas de Blancos e Citizens.

Real Madrid

1. União Real Madrid-Corinthian

Fundado em 1902, o hoje conhecido Real Madrid era chamado de Madrid Football Club em clara referência ao Corinthian Football Club, da Inglaterra, um dos maiores clubes amadores da história. A inspiração, claro, também chegou aos uniformes.

Em seus primeiros anos, a equipe adotou a tradicionalíssima camisa branca. A novidade veio no calção e nas meias, que tinham um tom azul-escuro. Poucos anos mais tarde, mais precisamente em 1910, o inesquecível time inglês inspiraria o surgimento de outro grande clube: o Corinthians.

2. Derrota ou maldição?

Nos idos de 1925, a direção do Real decidiu apostar de vez no calção e nas meias pretas. Contudo, o novo manto trouxe uma espécie de má sorte para o time, que perdeu dois clássicos para o Barcelona - um deles por 5 a 1, em casa. A junções dos resultados fez o branco retornar por completo.

3. Di Stéfano e Puskas conduzem a moda merengue

Real Madrid Manchester City Champions League
Geração de Di Stéfano é considerado uma das maiores da história / Central Press/GettyImages

Na década de 50, os merengues passaram por mais alterações no âmbito da moda. Essa foi definitiva. Embalado pelos brilhantes Di Stéfano e Puskas, o Real Madrid viveu anos do mais pleno domínio europeu. E inteiramente de branco.

À época, a equipe deixou de promover testes e apostar em outros tons nas meias e nos calções para utilizar o que tinha de melhor. A combinação monocromática caiu de vez nas graças do torcedor e permanece até os dias atuais. Sete décadas depois, diga-se de passagem.

4. Real Madrid e Vasco da Gama se encontram em tons vermelhos

Em 1957, os Blancos foram vermelhos. E justamente contra um time brasileiro. Na ocasião, o adversário dos espanhóis seria o Vasco da Gama, que também tinha como uniforme principal uma camisa branca, ou seja, alguém precisaria se diferenciar.

Por infortúnio dos merengues ou simplesmente destino, o inesquecível triunfo ficou com os brasileiros. Válter, Vavá, Livinho e Sabará anotaram os gols da vitória do Cruzmaltino, por 4 a 3. Di Stéfano, Mateos e Kopa descontaram. A partida aconteceu no Parque dos Príncipes.

5. Referência de dias atuais

Real Madrid Manchester City Champions League
Uniforme atual também é cheio de referências / Soccrates Images/GettyImages

Respirando a mesma tradição dos seus anos iniciais, o Real Madrid da temporada 2021/22 novamente apostou no clássico branco. Não poderia ser diferente. Mas, a moda evolui, assim como as possibilidades e as inspirações.

Na atual campanha, o manto dos merengues faz referência à Praça de Cibeles, a mais famosa da capital espanhola. Não por acaso é ali que os madridistas se reúnem para celebrar novas conquistas. Algo que, ao contrário da moda, nunca mudou.

Manchester City

6. Mudança drástica...

Com lugar garantido entre os melhores e mais populares clubes do mundo na atualidade, o Manchester City possui o azul-celeste impregnado em toda sua identidade visual. Mas, nos primeiros anos após sua fundação, em 1880, a marca da equipe tinha cores bem diferentes.

Segundo historiadores, o primeiro uniforme da história do time era predominantemente preto e tinha como emblema uma cruz. Apesar das informações conflitantes, acredita-se que o manto tenha sido utilizado entre 1880 e 1887. Imagina se tivesse ficado...

7. ... para a manutenção histórica

As experimentações acabaram cedo. Já no fim da década de 1880, o manto do time passou a ter como tom predominante o azul-celeste que conhecemos hoje em dia. Curiosamente, desde a mudança definitiva os Citizens não passaram mais por grandes alterações em termos de estilo.

8. Citizens rubro-negros?

Manchester City Real Madrid Champions League
Citizens venceram a FA Cup da temporada 1969/70 / Cattani/GettyImages

Quase! Em 2019, durante o pré-jogo da decisão da FA Cup, disputada contra o Watford, os Citizens entraram em campo com um uniforme listrado verticalmente em vermelho e preto. A camisa fez referência ao City de 1969, que venceu o Leicester City na final da Copa da Inglaterra.

9. Mudança de escudo

Manchester City Champions League Real Madrid
Símbolo antigo ficou para trás / Clive Brunskill/GettyImages

Em 2015, o City passou pela sua mudança recente mais importante em termos de identidade visual. Após votação entre torcedores, ficou decidido que o novo escudo do clube traria de volta a rosa vermelha e o desenho do barco. A alteração deixou a águia e as três estrelas para trás de vez.

Segundo informações do próprio time, o navio simboliza a tradição da cidade em ser um porto de trocas. A rosa vermelha, por sua vez, simboliza a conexão histórica e geográfica com Lancashire - o condado inglês já teve Manchester como uma das suas cidades.

10. Homenagem ao feito do inesquecível Agüero

Na temporada 2021/22, a referência principal é de uma década atrás. A camisa presta homenagens ao inesquecível gol de Sergio Agüero contra o QPR, anotado aos 93 minutos do segundo tempo. Graças ao tento, os Citizens faturaram sua primeira Premier League.


Real Madrid e Manchester City se enfrentam nesta quarta-feira (04), às 16h de Brasília, no Santiago Bernabéu, em Madrid. Quem avançar estará na decisão da Champions League 2021/22.

facebooktwitterreddit