Em 2019, o Morumbi foi palco da primeira edição da Legends Cup. A competição terminou com o São Paulo campeão, mas alguns ídolos históricos que representaram o clube não receberam o cachê prometido pela participação no evento. A informação é do Uol Esporte.


Nomes como Silas, Mineiro, Cicinho, Dagoberto, Careca, Guerreiro, Júnior, Jorge Wagner, Richarlyson, Josué, Bordon, Zetti, Denilson e Muricy Ramalho ainda estão sem ver a cor do dinheiro. Os acordos eram verbais, e as empresas BIGSports, do Uruguai, e DS12, do Brasil, tinham a incumbência de fazer o repasse. Segundo elas, o atraso se dá pelo prejuízo causado pelo torneio e, também, pela queda de receitas por conta da pandemia de coronavírus. No entanto, será confeccionado um contrato para enviar aos participantes no intuito de garantir que tudo será quitado.


O São Paulo argumenta que foi apenas um embaixador da Legends Cup e que, portanto, não estava encarregado e fazer o pagamento. Mesmo assim, outros ex-atletas já receberam o montante negociado, casos de Roger, Fabão, Souza, Ronaldão, Müller e Aloísio. Já Falcão, Raí e Diego Lugano abriram mão do valor.


Para mais notícias do São Paulo, clique aqui.


Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.