Cercado de expectativa por conta da rivalidade e peso das camisas envolvidas, o primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista decepcionou quem aguardava uma partida recheada de chances agudas e ofensividade. Na noite desta quarta-feira (5), Corinthians e Palmeiras abriram a decisão do Estadual com um dérbi insosso, de muita transpiração por parte das duas equipes, mas pouquíssima inspiração.


Corinthians and Palmeiras Play Behind Closed Doors for the First Match of the Sao Paulo State

Ligeiramente superior na primeira etapa, o Timão assustou duas vezes: a primeira com Ramiro, após boa jogada de Luan; e a segunda com Mateus Vital. Ambas pararam em boas defesas do goleiro Weverton, deixando para trás a má atuação no dérbi da fase classificatória. A segunda etapa, no entanto, foi bastante pobre tecnicamente. Nenhuma das duas equipes conseguiu chegar ao gol adversário com perigo, fato destacado pelo centroavante Jô em entrevista após a partida.


"Fizemos um bom primeiro tempo. No segundo, ficou jogo de disputa, de garra. Segundo tempo sem chances dos dois lados. Se não desse para ganhar, sabíamos que daria para tentar a vitória no próximo jogo. Clássico é assim. Agora são dois dias de treinos", afirmou.


Corinthians and Palmeiras Play Behind Closed Doors for the First Match of the Sao Paulo State

O jovem volante Patrick de Paula seguiu a mesma linha do rival Jô, destacando que o equilíbrio é o normal em partidas deste porte: "É um clássico brasileiro bem forte. Ninguém quer perder. Nos comportamos muito bem. Criamos chance, mas pecamos no último passe. Sábado são mais 90 minutos. Estamos preparados para sair com a vitória. Vamos chegar bem sábado para sairmos campeões", cravou.


Palmeiras e Corinthians voltam a se enfrentar no próximo sábado (8), no Allianz Parque, dérbi que definirá o grande campeão paulista de 2020. A bola rola a partir das 16h30 (de Brasília).