Em entrevista coletiva na última terça-feira (4) o camisa 10 tricolor Daniel Alves defendeu mais uma vez o técnico Fernando Diniz. Na entrevista, também foi questionado sobre a São Paulo que voltou do futebol pós-pandemia.


Quando muitos se questionam sobre o São Paulo, Daniel ainda disse que, se não for para acreditar no trabalho do dia a dia, não devem contar com ele no São Paulo. Veja alguns trechos da entrevista.


"O trabalho do Diniz não só merece defesa, como merece ataque, como merece meio de campo (risos). Volto a insistir, não é porque tenho um relacionamento especial com ele, porque a gente gosta das mesmas coisas no aspecto profissional e temos os mesmos valores pessoais. Essas pessoas criam cumplicidade e acreditam muito na veracidade daquilo que entregam e fazem. Infelizmente, em certos tipos de situações, a gente passa, deixa aquela verdade e outros vêm e desfrutam. Falei para ele: a gente precisa parar de fazer pela metade para outros virem e desfrutaram. A gente se encontrou aqui sem combinar. Nossas verdades se combinam e a gente tenta levar para outras pessoas também. Quando a gente vai conseguindo conectar as pessoas nesse sentido as coisas fluem, mas infelizmente implementar isso em um clube da grandeza do São Paulo e em um déficit de conquistas é muito mais difícil do que qualquer um possa pensar. Mas nem por isso nos acovardamos, muito pelo contrário, isso aumenta nosso ímpeto, nosso poder de ser desafiado. Infelizmente certos tipos de coisa fogem do nosso controle, mas o que está no nosso controle a gente vai entregar"


Santos v Sao Paulo - Brasileirao Series A 2019

" Se alguém aqui dentro ou alguém que forme parte do São Paulo não acreditar nisso, que esse é o melhor caminho, eu não vou dar cabeçada na parede. Eu dou cabeçada na parede se souber que ali tem um espacinho para rompê-la e poder seguir. Senão não tem sentido. Se for para acreditar na verdade do nosso dia a dia e do que a gente está construindo aqui, podem contar comigo. Se não for para acreditar nisso, não contem comigo porque eu não faço parte de mentira, só faço parte de verdade e acredito que esse é o caminho para a gente mudar essa história.