A semana no Santos tem sido muito agitada após a redução salarial de até 70% nos salários dos atletas. Marinho foi quem mais se revoltou no elenco e detonou a diretoria do clube paulista na internet. Após repercussão imediata, o atacante desativou o perfil no Instagram.


Santos v Red Bull Bragantino - Paulista State League

Nesta quarta-feira (13), em entrevista ao jornalista Paulo Vinícius Coelho, o presidente do Peixe, José Carlos Peres, se posicionou sobre o ocorrido. De acordo com o mandatário, o Alvinegro Praiano chegou ao limite na negociação com o grupo e não houve outra alternativa. 


Não são 70%, porque vamos devolver 35% lá na frente, na rescisão. Sei que eles estão discutindo, debatendo. Mas chegamos ao limite. Fizemos várias reuniões para negociar e não chegamos ao acordo. Por isso, fizemos o corte desta maneira, mas seguimos dispostos ao debate”, explicou o dirigente


Santos v Delfin - Copa CONMEBOL Libertadores 2020

Peres afirmou que está aberto ao diálogo e apontou soluções que podem ser realizadas após o fim da pandemia: “Podem dizer quando querem a devolução dos 35%. Vamos conversar. Querem quando? Podemos tentar fazer depois do final da pandemia. É importante entender que 80% dos funcionários do clube não vão ter mexida no salário, porque ganham menos do que o parâmetro que usamos de R$ 6.100”, finalizou o presidente