​Parece difícil de acreditar, mas alguns dos grandes nomes do futebol mundial neste milênio já foram rejeitados ou considerados pouco talentosos ao longo de suas carreiras. Listamos, a seguir, oito atletas de calibre - incluindo alguns craques de primeiríssima linha -, que sofreram dispensas duras ou negativas por parte de clubes importantes no início de suas carreiras:


Raúl González - Atlético de Madrid

Real Madrid's captain Raul Gonzalez reac

Maior artilheiro da história do Real Madrid até a ascensão de ​Cristiano Ronaldo, o centroavante espanhol poderia ter sido ídolo do maior rival merengue, o Atlético. Raúl assinou com a equipe juvenil colchonera e chegou a conquistar um título de base com eles, mas acabou dispensado quando o presidente do clube à época decidiu encerrar as atividades da 'Academia de Jovens'.


Yaya Touré - Arsenal

Yaya Tour

O volante marfinense passou por uma 'peneira' no Arsenal e chegou a disputar um amistoso com a camisa dos Gunners junto de seu irmão, Kolo Touré. O defensor impressionou o técnico Arsène Wenger, mas o mesmo não podemos dizer de Yaya, de desempenho 'absolutamente mediano' de acordo com o comandante francês. Acabou rumando à Ucrânia em seguida.


Pierre-Emerick Aubameyang - Milan

De números impressionantes nas passagens por Borussia Dortmund e atualmente Arsenal, o atacante gabonês não foi aproveitado pelo Milan de Filippo Inzaghi (2007/08). Nunca fez uma partida oficial sequer com a camisa rossonera, acumulando empréstimos até ser negociado em definitivo ao Saint-Étienne (FRA). Um dos grandes desperdícios da história recente do Milan.


Mario Balotelli - Barcelona

FBL-ITA-SERIEA-JUVENTUS-BRESCIA

O fator comportamental parece acompanhar o centroavante italiano desde os primeiros passos de sua carreira como jogador. Prova disso é que, aos 16 anos, fez um teste para o Barcelona e acabou não sendo contratado pelo gigante catalão por conta de sua atitude. Anos mais tarde, o chefe da equipe juvenil do Barça confessou que este havia sido o motivo, já que a exibição de Mário foi nada menos que espetacular, com cinco gols anotados.


Samuel Eto'o - Real Madrid

Apesar de ter sido formado nas canteras do Barcelona, a primeira experiência do centroavante foi com a camisa merengue, período que o próprio jogador não gosta nem de lembrar. Somente muitos anos depois de sua saída de Madri, o camaronês revelou que sofreu racismo de colegas de time e até mesmo dirigentes, sendo forçado a deixar o clube no ano 2000.


Marcus Rashford - Manchester City

FBL-ENG-PR-MAN UTD-NORWICH

O jovem talento inglês, que ainda não é um craque mundial mas tem potencial para ser, podia atualmente estar vestindo a camisa do arquirrival do United, Manchester City. Contudo, ainda aos nove anos de idade, o atacante foi rejeitado pelos Citizens, sendo atraído para os Diabos Vermelhos pelo ex-jogador René Meulensteen, à época gestor do futebol de base do clube.


Zinédine Zidane - Blackburn​ Rovers

Real Madrid's Zinedine Zidane (R) vies w

Acredite se quiser, mas o camisa 10 francês, campeão do mundo e vencedor do Bola de Ouro em três oportunidades, foi rechaçado pela diretoria do Blackburn Rovers quando ainda era um jovem talento. O grande Kenny Dalglish, técnico da equipe inglesa à época, teria recomendado sua contratação aos dirigentes do clube. 


A resposta foi a seguinte: "Por que você quer assinar Zidane quando temos Tim Sherwood?".


Lionel Messi - River Plate e Newell's Old Boys

Lionel Messi

Maior jogador da era contemporânea do futebol - único atleta do futebol masculino eleito seis vezes melhor do mundo -, ​Lionel Messi foi incorporado à base do Barcelona ainda muito jovem. Contudo, o craque tentou dar os primeiros passos de sua carreira ainda em seu país, fazendo os primeiros anos de sua formação (ainda criança) no Newell's e tentando um teste para o River aos 12 anos. As versões sobre o não-aproveitamento do argentino no clube millonario ainda geram debate e divergência até os dias de hoje...