​São Paulo de 2020 está mostrando cada vez mais que é um time persistente. O clube paulista apresenta bons números logo no início de temporada deste ano, mas é evidente que ainda há muito o que melhorar. Embora não se saiba quando as competições retornarão ao normal, paralisadas devido à pandemia de coronavírus, citamos três movimentações que podem funcionar no Tricolor Paulista, a fim de garantir grandes resultados:



Ampliar o investimento na base


Fabio Santos,Liziero

Qual clube não gosta de ter novos talentos revelados, principalmente se foram suas próprias crias? Dito isso, é possível perceber que o São Paulo precisa reforçar o investimento nos atletas da base. No duelo contra o Botafogo-SP pelo Paulistão deste ano, oito jogadores da base foram peças primordiais: Luan, Diego Costa, Brenner, Liziero, Rodrigo Nestor, Toró, Fabinho e Shaylon. Igor Gomes e Antony também integram a equipe e são vistos como participantes fundamentais. Se essa teoria continuar saindo da prática, o time de Diniz e seu ‘Dinizismo’ explorará a mina de Cotia sempre que possível.



Venda de outro jogador


Antony,José Quintero

O atacante Antony dará adeus ao amado clube do coração, pois o jogador foi vendido para o Ajax, da Holanda. A ida do atleta estava marcada para o meio do ano, quando haveria abertura da janela internacional de transferências, mas em meio à expansão da covid-19, ainda não se sabe quando o jogador deixará o Brasil. Além da peça preciosa de 20 anos, é necessário pensar em uma possível venda de outro atleta do ​São Paulo, uma vez que o clube precisa manter-se dentro do orçamento estabelecido e diminuir o índice de déficit.



Gastar apenas o necessário


Daniel Alves


Com a vinda de Daniel Alves, eleito o melhor jogador na Copa América 2019, e aumentos salariais de dois membros da equipe, Pablo e Alexandre Pato, a situação do São Paulo ficou um tanto complicada. Uma opção considerada ‘correta’ é utilizar os recursos da venda de Antony para o Ajax com o objetivo de manter uma estabilidade financeira bem estruturada, pôr em prática a queda do déficit do clube e tirar da cabeça ​a possível ideia de contratação do uruguaio Cavani, atual jogador do PSG.