Sem papas na língua, Zezé Perrella, ex-presidente do ​Cruzeiro, falou sobre a atual administração da equipe e mostrou ter preferência por candidato nas eleições presidenciais do clube. O antigo gestor não escondeu sua insatisfação, mas se mostra ‘otimista’ com o futuro.


Em entrevista ao ​UOL Esporte, na noite deste sábado (28), o ex-mandatário disse que o modelo de gestão do Cruzeiro não é positivo e que o clube deve mudar o quanto antes. As eleições da Raposa estão marcadas para maio, mas a data pode mudar em decorrência do novo coronavírus.


"São bem intencionados [os membros do conselho gestor], grandes cruzeirenses, mas não acredito nesse modelo. Apesar de ter colocado um conselho gestor no último mês que fiquei no Cruzeiro, está provado que isso não funciona. Apesar de bem intencionados, o modelo é falido. Não tem nenhum clube no mundo que é gerido por um conselho gestor. Precisamos urgentemente de um presidente", destacou Perrella.


Atualmente, a equipe celeste é gerida por um Conselho Gestor, que conta com nove integrantes: Saulo Fróes (presidente), Carlos Ferreira (responsável pelo futebol), Emílio Brandi (chefe das áreas administrativa, comercial e financeira), Alexandre Faria e Anísio Ciscotto (financeiro), Jarbas Reis (administrativo e social), Kris Brettas (superintendente jurídico), Gustavo Gatti (marketing e patrimônio), e Sandro Gonzalez (CEO).

Por fim, Zezé Perrella reforçou o seu apoiou ao candidato Sérgio Santos Rodrigues à presidência do clube. "O Emílio (Brandi) quer ser presidente por cinco meses, uma coisa surreal. Tenho maior respeito por ele, entendeu? Acho que ele é uma pessoa muito preparada, mas ele não quer ser presidente do Cruzeiro. E acho o Sérgio muito mais preparado que ele. O Sérgio está há nove anos dentro do Cruzeiro. O Emílio, com toda a história da família, não tem essa força política dentro do Cruzeiro, com todo respeito que tenho a ele como empresário. Mas o Serginho vai ser um grande presidente, não tenho dúvida", encerrou.