​O atacante Paulinho, maior venda da história do Vasco, negociado por 20 milhões de euros (cerca de R$ 85 milhões na época, em 2018) com o Bayer Leverkusen, da Alemanha, está em busca de espaço no futebol europeuAos 19 anos, o jogador, criado nas categorias de base do Gigante da Colina, acumula apenas 10 atuações na atual temporada europeia e um gol marcado, mas não foi titular em nenhuma das oportunidades.


Com pouco espaço com o técnico holandês Peter Bosz, Paulinho foi questionado, em entrevista ao Esporte Interativo, sobre a possibilidade de retornar ao futebol brasileiro e a resposta agitou os torcedores do Vasco. O atacante, que tem como principal meta disputar as Olimpíadas de Tóquio, não descarta retornar ao país, mas segue em busca de espaço no Bayer Leverkusen. 

Paulinho

"Depende muito das propostas e dos times. Eu venho de um momento bom (no Sul-Americano Sub-23), procurei voltar e jogar pelo meu clube, mas temos que ver como vai continuar o andamento da temporada. Vim com a expectativa de jogar pelo pré-olímpico que fiz, mas a decisão é do treinador. Tenho que manter minha cabeça tranquila para não ficar pensando nestas especulações, que realmente tem", disse. 


"No final da temporada a gente pode pensar, colocar na mesa e ver o que é melhor para o futuro", adicionou o jogador. A declaração tem repercutido nas redes sociais, com muitos torcedores cruz-maltinos sonhando com o retorno do atacante. Com a camisa do Vasco, entre os anos de 2017 e 2018, Paulinho somou 35 atuações e sete gols marcados.





O Vasco mantém 12,5% de uma futura venda de Paulinho e ficou próximo de ganhar um reforço nos caixas. No ano passado, surgiu na imprensa europeia o interesse do Sporting, de Portugal, no brasileiro. A multa rescisória do atacante no Bayer Leverkusen é 80 milhões de euros (aproximadamente R$ 394 milhões na conversão atual). O contrato com os alemães tem duração até 2023