No fechamento da 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, o ​São Paulo goleou a Chapecoense por 4 a 0, no Morumbi, na última segunda-feira (22), o que fez o time comandado por Cuca subir ao quinto lugar da classificação com 18 pontos, seis de distância para o líder Palmeiras. Ainda assim, o comandante tricolor não se mostrou satisfeito, principalmente por não ter sido atendido pela diretoria durante a parada para a Copa América. 


Na visão de Cuca, ainda falta um lateral-direito de ofício para o São Paulo. Após ser improvisado na ala em vários jogos, o volante Hudson manifestou seu desejo de contribuir como volante, sua posição de origem, obrigando o treinador a escalar o jovem Igor Vinicius diante da Chapecoense. A mudança surtiu efeito, mas a exigência por um reforço específico para o setor segue em pauta no clube. 


Adriano Correia

"Tive uma conversa com o Hudson e ele me disse que prefere jogar na posição dele. Sempre foi primeiro ou segundo volante onde jogou. Desde Ribeirão Preto. Ele não quer ser efetivado como lateral direito", revelou Cuca em entrevista coletiva pós-jogo. Hoje o próprio Igor Vinícius é o único jogador para a posição no elenco tricolor. Bruno Peres não convenceu e retornou à Roma após o período de empréstimo ao Tricolor. 


Antes alvo do São Paulo, o lateral Adriano (foto ao lado), ex-Barcelona, ​assinou contrato com o Athletico-PR na última segunda e frustrou os planos de Cuca. De acordo com o ​jornalista Jorge Nicola, dos canais ESPN e do portal Yahoo, o ala de 34 anos teria se irritado com a conduta do gerente de futebol Alexandre Pássaro, que demorou para fazer uma oferta. "Sua pergunta (sobre a carência de lateral-direito) é pertinente. Estamos em busca de um jogador para essa posição para fechar nosso elenco", limitou-se a dizer o técnico. 

No período da Copa América, Raí trouxe apenas o atacante Raniel, ex-Cruzeiro, que balançou as redes pela primeira no clube vez diante da Chape. Ainda sem solução para a lateral, Cuca começa agora a preparação para o jogo contra o Fluminense, no Maracanã, no próximo sábado (27). Com uma vitória no Rio e uma derrota do Atlético-MG, que joga contra o Goiás, no Serra Dourada, o Tricolor entraria no G-4 ao final da próxima rodada.