​​Corinthians e Palmeiras talvez sejam os times do futebol brasileiro mais bem servidos de goleiros. Enquanto o alvinegro conta com Cássio, que caminha a passos largos para ser o jogador da posição que mais vezes vestiu a camisa do clube, e, sempre que ele não pode atuar, Walter o substitui a altura. Pelos lados do time verde, os treinadores podem se dar ao luxo de promover um rodízio entre Weverton, Fernando Prass e Jaílson.

Isso não significa que os times não estejam de olho no mercado em busca de um novo atleta para a posição, uma vez que Walter já foi avisado que não terá seu contrato renovado, enquanto que Prass e Jaílson podem estar em suas últimas temporadas. Assim, os rivais estão de olho no jovem Ivan, que no último Campeonato Paulista se destacou vestindo a camisa da Ponte Preta.

O bom desempenho do camisa 1 da Macaca fez com que o jogador passasse a ser monitorado pela comissão técnica da Seleção Olímpica. Isso o coloca como pontencial nome na lista de convocados para o Torneio de Toulon, que será disputado na França, no próximo mês de junho, o que, evidentemente, valorizou o atleta de 22 anos.

Ivan tem contrato com o clube campineiro até abril de 2023 e, apesar do valor da multa rescisória não ter sido revelado, a diretoria da Ponte espera faturar “alguns milhões” pelo jogador. O Flamengo é outra equipe que também demostrou interesse em contar com o goleiro, mas a tendência é que ele vá mesmo para um dos rivais paulistas.