No início do ano passado, o ​São Paulo vendeu o atacante Lucas Pratto para o River Plate, da Argentina. Porém, o clube argentino atrasou em 10 dias o pagamento de uma das parcela referentes à transferência do atacante, o que já vem causando burburinho entre os envolvidos. Com essa situação desagradável, o clube paulista analisa a possibilidade de acionar o River na Justiça para receber a quantia lhe é de direito.



A parcela que está atrasada é de 1 milhão de euros (R$ 4,3 milhões) por conta de metas alcançadas em 2018. Além disso, o clube do Morumbi tem direito a mais uma parcela de 1 milhão de euros. Com essa situação, os torcedores são-paulinos começaram a especular nas redes sociais um possível retorno do atacante ao gigante paulista, o que não deve acontecer.


River Plate v Independiente - Superliga 2018/19


Segundo o blog ​De Primeira, caso as partes não cheguem a um acordo, o ​Tricolor deve apenas mover um processo, não existindo, contudo, a possibilidade de o jogador retornar ao clube do Morumbi. O São Paulo investiu uma boa quantia para contratar Pablo, que se destacou com a camisa do Athletico no ano passado e, por isso, não seria nada proveitoso ter dois nomes de peso com a mesma função.


Em paralelo, o São Paulo segue conversando com os dirigentes do River Plate para chegar a um acordo e evitar entrar na Justiça. No ano passado, vendeu o atacante por 11,5 milhões de Euros, cerca de R$ 44 milhões na cotação da época. Desse valor, o Tricolor tinha direito a 8,5 miilhões de Euros, cerca de R$ 32 milhões.