Vasco da Gama v Atletico MG - Brasileirao Series A 2017

A condenação de Robinho por violência sexual na Itália voltou a ser um empecilho da negociação entre o atacante e o Santos. Segundo o site ​UOL Esporte, o estafe do atacante não gostou da exigência do clube de adicionar ao contrato entre as partes uma cláusula que permite a rescisão caso o atleta seja condenado em instância final no país europeu.

Além de se preocupar com a imagem do Santos, especialmente em relação ao público feminino, o presidente José Carlos Peres quer evitar prejuízos financeiros. Se for condenado e estiver no Brasil, Robinho não pode ser extraditado para a Itália. No entanto, caso a condenação aconteça enquanto o jogador estiver em algum país do Mercosul, dependendo de qual for, o camisa 7 pode ser detido.


O Santos já tem pelo menos duas viagens marcadas durante a Copa Libertadores: para a Argentina, para encarar o Estudiantes, e para o Peru, quando for enfrentar o Real Garcilaso. O quarto integrante do grupo santista ainda será definido e pode ser a Chapecoense - neste caso, a equipe iria somente até Santa Catarina, em território nacional.


​>>> Veja também: ​Santos fica sem quarteto que participou de quase metade dos gols em 2017