​É torneio amistoso? Sim. É início de temporada? Sim. O adversário não é lá essas coisas? Sim. Mas tudo isso acaba ficando em segundo plano no momento em que a principal contratação do Corinthians para a temporada estreia pelo clube fazendo dois gols e sendo o melhor em campo




Em 30 minutos do duelo diante do New York City, pela Florida Cup, Luan mostrou o seu cartão de visitas. E, de cara, quebrou um tabu do Timão que já durava desde 2014. Sim, há praticamente seis anos que a equipe não marcava, em uma mesma partida, um gol de falta e outro de fora da área (Jadson, contra o Linense). Pois o novo camisa 7 alvinegro conseguiu isso, o que é digno de louvor.



Ninguém está aqui dizendo que o Luan de 2017, quando foi Rei da América pelo ​Grêmio, voltou. Não é nada disso. Mas, no mínimo, o atacante deixou claro, ao menos neste primeiro momento, que se encontra disposto a recuperar o grande futebol. Jogando atrás do centroavante, apresentou um jogo ágil, sem muita firula, com toques rápidos e, ao mesmo tempo, "agressivos", para frente. Quando precisou dar combate no campo de defesa, também se fez presente. E é isso que enche os corintianos de esperança. 



O atleta, no principal momento da carreira, era indiscutível. Alcançar tal nível é muito difícil. Mas se o Luan dos grandes embates que o Corinthians tiver pela frente for o mesmo desta quarta-feira, ele tem tudo para dar alegrias a seus novos fãs.