O Corinthians foi o primeiro dos clubes brasileiros a entrar em campo com a equipe principal na temporada de 2020. Disputando a Florida Cup, o Timão bateu o New York City-EUA por 2 a 1. O grande destaque foi um dos estreantes da noite, o meia Luan, que fez dois golaços ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, já com alguns reservas, o clube apenas administrou a vitória.


​​

Tiago Nunes

O camisa 7 foi eleito o melhor jogador da partida e recebeu o troféu das mãos de nada mais, nada menos, do que Marcelinho Carioca, ídolo da Fiel torcida e do próprio Luan, que é corintiano desde criança. O jogador falou sobre o gol marcado de falta e do contato com o Pé de Anjo. "Procuro me especializar em falta e pênalti, coisas que possam ajudar a equipe. Marcelinho é um ídolo, quero fazer a minha história aqui", relatou.


O técnico Tiago Nunes fez uma análise da estreia de Luan, Cantillo e Sidcley. "Brinquei com Luan que já me deu muito trabalho contra, bom tê-lo a favor. Mas requer tempo de entrosamento para o time se conectar melhor. Mas satisfeito pelo rendimento deles. Opção do Sidcley pois ele ainda carece de aprimoramento, está fazendo um trabalho agora para chegar mais rápido ao ritmo ideal. Cantillo precisa de adaptação, vinha num ritmo mais lento de jogo, quando estiver mais entrosado vai potencializar seu futebol. Feliz com todos", analisou.


No intervalo da partida, ao ser substituído, Luan comemorou a atuação e os dois gols, mas falou que pensa primeiro no coletivo. O atleta ressaltou o tempo que não disputava uma partida e que precisa readquirir o ritmo de jogo necessário. "O principal é eu poder voltar ao ritmo. Dois meses e meio parado, quase. Estou me sentindo muito bem, espero ajudar mais vezes o Corinthians", afirmou.


​Foto: ​Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians