​O Santos passou por uma troca de comando entre as temporadas de 2019 e 2020. Saiu o argentino Jorge Sampaoli e chegou o português Jesualdo Ferreira, que já relatou que o seu time terá algumas coisas do antecessor, mas ressaltou que terá um cuidado maior com a defesa, um dos pontos fracos da equipe no ano passado. Um atleta que não teve espaço com o argentino está vibrando com a troca de técnico.


​​

Jobson,Alex Santana

O volante Jobson, que foi contratado após destacar-se pelo Red Bull Brasil, no Campeonato Paulista de 2019, não teve espaço com Sampaoli e espera justamente o contrário de Jesualdo. O português já foi elogiado pelo atleta em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (15). "Sampaoli é bem elétrico e Jesualdo é mais tranquilo. Procura conversar mais e ver o ser humano, isso faltava para o Sampaoli, faltava procurar entender o lado do jogador. Jesualdo olha no olho de todo mundo para saber o que está acontecendo".


Para Jobson, a experiência de Jesualdo Ferreira poderá fazer com que o ​Santos chegue aos títulos em 2020, algo que faltou na passagem de Jorge Sampaoli no ano passado. "Ele tem essa visão experiente. Disse que veio para continuar o trabalho e dar um passo a mais para ser campeão. A diferença é essa. Ele olha no olho e faz você querer correr o triplo por ele, porque é uma pessoa especial".


Foram apenas quatro jogos do volante na temporada passada, já que o ex-técnico santista relatava que Jobson ainda não estava adaptado ao seu esquema. Já Jesualdo, tem dado moral para o jogador, segundo dito pelo próprio atleta. "Estou otimista para jogar mais vezes e mostrar meu futebol. Ele disse que eu e Alison somos ótimos jogadores. Falou que tenho que me adaptar a jogar de primeiro (volante), de segundo (volante) e até de zagueiro", concluiu.