O Brasil deve estrear nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 no dia 26 de março, contra a Bolívia, no Nordeste – a CBF ainda vai divulgar a cidade estádio do confronto e a data ainda não foi confirmada. A pretensão da Confederação é anunciar nas próximas semanas os locais de todas as nove partidas que a Seleção vai disputar como mandante.


Em edições anteriores, a Confederação Brasileira de Futebol escolhia as cidades e os estádios a cada rodada, em negociações com diferentes federações estaduais. O Brasil vai seguir em campanha itinerante, mas agora vai saber previamente quais são as sedes. O torneio segue até novembro de 2021, quando o mundo vai conhecer os representantes da América do Sul no Mundial.


De acordo com o ​GloboEsporte.com, a principal preocupação de Tite e comissão técnica é com a condição dos gramados. Os campos foram muito criticados durante a disputa da Copa América de 2019. Os jogadores brasileiros e estrangeiros reclamaram das condições do ‘tapete’ da Fonte Nova, da Arena do Grêmio, do Mineirão e também do Maracanã. O Morumbi e a Arena Corinthians foram os únicos bem avaliados.

Adenor Bacchi

A entidade analisa se os gestores dos estádios terão condições de entregar os gramados em boas condições e o engajamento do público das cidades com os jogos da Seleção. A CBF também observa a parte geográfica, considerando o calendário da competição e a logística para a próxima partida. As convocações equivalem para dois jogos: um em casa e outro fora. O Brasil estreia contra a Bolívia e depois enfrenta o Peru.


A primeira convocação da Seleção na década de 2020 vai acontecer no início de março. O técnico Tite e comissão observarão atletas nos estaduais e na Europa. O treinador deve acompanhar presencialmente os principais jogadores brasileiros em atividade, principalmente os que atuam na Liga dos Campeões.