Uma das contratações mais caras da história do ​Athletico-PR, se despede, de vez, neste sábado (11) da Arena da Baixada. Trata-se do meio-campista Felipe Gedoz, que viveu altos e baixos ao longo de sua passagem pelo Furacão. O vínculo do atleta termina e o jogador se despede em tom de desgaste no clube paranaense. 


Chegando em 2017 junto ao Club-Brugge-BEL, os dirigentes do Athletico desembolsaram cerca de 1,2 milhões de euros pelo jogador, à época avaliados em cerca de R$ 5 milhões. Sendo assim, a terceira contratação mais cara da história do clube e com contrato de três anos. Na sua primeira temporada, o meio-campista passou por oscilações ao longo do ano, amargurando o banco e ficando aproximadamente quatro meses sem balançar as redes - período que só chegou ao fim quando marcou contra o Grêmio nas quartas de final da Copa do Brasil, em jogo que marcou a eliminação no torneio.


FBL-LIBERTADORES-PARANAENSE-FLAMENGO

Mesmo irregular, terminou como artilheiro da equipe no ano de sua estreia, com oito gols marcados. Com o bom desempenho, equipes do exterior despertaram interesse pelo atleta ao fim da temporada. Sem conseguir se manter como titular e ter sequência de jogos, lesões no joelho e no tendão, além de problemas com peso fora fatos que ocorreram e atrapalharam Gedoz. Com o passar do tempo, dois problemas com treinadores marcaram a passagem do atleta pelo Furacão. Uma com Fabiano Soares, outra com Fernando Diniz, sem sequer ser relacionado e, por último, com Tiago Nunes que não o utilizou e o fez treinar separado. Bons momentos e efêmeros momentos também aconteceram com a camisa do Furacão. Como o gol marcado na vitória por 5 a 4, diante do Tubarão-SC, em fevereiro de 2018, entrando no jogo nos minutos finais e marcando e sacramentando classificação. Ao todo foram 33 jogos, nove gols marcado na passagem. 


Recentemente em entrevista ao ​GloboEsporte.com, o meia disse que fez "amizades no clube, mas que também conheceu muita gente má, interesseiros, que queriam o mal", apontou. Em seu instagram, deixou a mensagem para os torcedores: "Não vou dizer adeus, isto não é uma despedida, é quem sabe um “até logo”. Só tenho a agradecer a torcida atleticana pelas mensagens de apoio, pelo carinho e motivação, vocês são fera!!!! Chegou a hora de recomeçar, mas admito que quando lembrar da torcida gritando "Atlé-ti-cooooo", “Fe-li-pe Gedoz Gedoz...” vai bater saudade! Obrigado mais uma vez nação rubro negra, muito obrigado! Enfim... chegou a hora de defender outra camisa, e farei isso com todo profissionalismo e de todo coração, como sempre fiz. A nação esmeraldina pode confiar em mim, no meu trabalho. Amo o que faço e jogo com alma, por amor!". Na temporada 2019 atuou por empréstimo no Vitória, na Série B, disputando 27 partidas e marcando cinco gols. Até então, tem futuro indefinido, o Goiás apareceu como um dos interessados, mas as negociações estão travadas Clubes do Uruguai também sondam.