Quatro dias! Este foi o tempo que durou a volta de Alexandre Mattos ao Cruzeiro. Na manhã desta quinta-fera, o dirigente comunicou que deixou o clube por conta da saída de Pedro Lourenço, empresário que estava ajudando na transição de gestão da Raposa.




"Pedrinho que me levou. Não posso atrapalhar quem entrar no lugar dele. Sempre à disposição do Cruzeiro, mas quem me levou saiu. Não posso ficar por princípios, né?!", afirmou Mattos, em contato com o ​Globoesporte.com. Neste pequeno período, o dirigente comandou a venda de Fabrício Bruno e, também, adiantou as negociações sobre Orejuela e as saídas de Henrique, Egídio e Marquinhos Gabriel.



Responsável por comandar o futebol do Cruzeiro em 2013 e 2014, quando o clube foi bicampeão brasileiro, Mattos havia aceitado ajudar o clube mais uma vez até ter seu visto regularizado para trabalhar nas Inglaterra, uma vez que foi contratado pelo Reading. No entanto, foram apenas quatro dias de auxílio.


Para mais notícias do Cruzeiro, clique ​aqui.


Foto: Cesar Greco / Palmeiras / Divulgação