​O duelo é gigante, mas ao mesmo tempo coloca em lados opostos duas equipes que têm motivos totalmente diferentes para acreditar que podem avançar à final da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, no Mineirão, ​Cruzeiro e Internacional iniciam a disputa por uma vaga na decisão. Dois clubes com uma história enorme, mas que vivem momentos bem diversos.


De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!




Robinho

O ​Cruzeiro é o maior campeão do torneio, com seis conquistas. Dono dos últimos dois troféus, aposta no retrospecto em mata-mata para mostrar seu verdadeiro poder, já que a situação atual não é das melhores. Nas últimas 17 partidas disputadas, a equipe de Mano Menezes venceu apenas uma. Além disso, nas sete mais recentes, sequer marcou gols. Cercado de problemas também fora de campo, o time tem no torneio a chance de “ganhar o ano” e ter também um fôlego financeiro. “A gente colocou que está na hora de sentar e reunir, conversar um pouco. Essas conversas são importantes. No ano passado fizemos, em 2017 também. E sempre deu resultado. Espero que agora possa dar de novo”, disse o meia Robinho, que deve iniciar o duelo.



Edenilson

No ​Inter, embora a tradição na competição não seja tão grande (tem um título, obtido em 1992, e mais uma final), existe a confiança de que o bom momento pode prevalecer. Os comandados de Odair Hellmann estão em crescimento, o que aumenta a motivação para os importantes compromissos que virão nas três frentes de batalha - Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão. “É difícil prever alguma coisa num duelo dessa magnitude. Podemos fazer um gol com um minuto, sofrer também. Mas precisamos é manter o nosso padrão, porque as coisas não vão se decidir no Mineirão”, destacou o lateral-esquerdo Uendel. A partida começa às 21h30min.