​Depois de Daniel Alves, Juanfran. O lateral-direito espanhol deve ser anunciado ainda neste final de semana como novo reforço do ​São Paulo. E o fato de ele atuar na mesma posição que o badalado capitão da seleção brasileira em nada impediu que o Tricolor avançasse em mais esta negociação, que teve o superintendente de relações institucionais do clube, Diego Lugano, como figura central.


De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!




O uruguaio mantém contato com Juanfran desde o início do ano e sem a intermediação de qualquer agente. A aproximação foi facilita por Diego Godín, compatriota do dirigente e ex-colega do espanhol no Atlético de Madri. Assim, a apresentação do projeto são-paulino ao ala de 34 anos ficou facilitada, e foi possível convencê-lo sobre os benefícios de se transferir para o futebol brasileiro.



​A questão financeira, a princípio, não é problema, pois o atleta, ao contrário de Daniel Alves, não irá receber um salário tão alto para os padrões do futebol mundial. Os dois, inclusive, podem atuar juntos, com Juanfran dando consistência ao setor defensivo e o brasileiro sendo utilizado mais como ponta ou no meio-campo. Carregando consigo a experiência de ter feito sua carreira no Velho Continente, o espanhol é visto como alguém que pode contribuir por conta de sua cultura tática. Mesmo que esta seja uma transferência internacional, isso não esbarra no fato de a janela já ter se fechado, uma vez que o jogador já não mantinha vínculo com nenhum outro clube.


Para mais notícias do São Paulo, clique ​aqui.