​Vasco da Gama é um dos inúmeros clubes brasileiros que se vira como pode em meio a uma grave crise financeira. Sem poder de investimento, a diretoria tem dificuldades em trazer jogadores de peso e o técnico Vanderlei Luxemburgo e seu elenco veem seus salários atrasarem frequentemente. Ainda assim, o comandante, em três meses na Colina, vem tirando o máximo do seu plantel e "reza" para que nenhuma de suas promessas sair nesta janela de transferências. 


É contraditório o verbo rezar, pois ao mesmo tempo que Luxa tem poucas opções à disposição no enxuto elenco vascaíno, por outro lado a venda de uma joia de São Januário pode render milhões aos cofres vazios do clube. Vários são os jovens atletas que despertam interesse de clubes do exterior. O atacante Marrony é monitorado pelos ingleses do Newcastle e os portugueses Porto e Sporting.


Recém-promovido às pressas para o profissional, Talles Magno, de apenas 17 anos, também é alvo de clubes do Velho Continente. Outro nome elogiado nas alamedas de São Januário é o meia Lucas Santos, que chegou a jogar pelo time adulto no primeiro semestre, mas agora vem defendendo o time Sub-20. De acordo com o ​jornalista Marcelo Guimarães, do portal Yahoo, o garoto de 20 anos recebeu várias sondagens de times do Leste Europeu.


A que mais perto de levar o meia do Vasco foi a do CSKA Moscou, em fevereiro. De acordo com o empresário de Lucas, Fabiano Farah, os russos acenavam com uma proposta concreta de 5,5 milhões de euros (mais de R$ 23 milhões na cotação atual). O presidente Alexandre Campello estava ciente do interesse, mas as negociações não foram para frente. O Spartak, também da capital da Rússia, foi outro que procurou informações do atleta. 


Vale citar que a janela de transferências para o futebol russo fecha no dia 2 de setembro. Na maioria dos países da Europa, o prazo-limite para importar atletas varia entre agosto e o mês seguinte, possibilitando mais sondagens a Lucas e outras revelações do Vasco, além de outros clubes do Brasil. O agente do meia diz nos bastidores que a tendência é que o pupilo permaneça em São Januário até dezembro.

Lucas Santos tem vínculo no CT do Almirante até 31 de dezembro de 2020. Ele foi um dos destaques da campanha do vice-campeonato na Copinha, em janeiro, quando perderam a decisão no Pacaembu para o São Paulo apenas na disputa por pênaltis. O meia, inclusive, foi o único da equipe cruz-maltina que assinalou sua penalidade na ocasião. Luxemburgo deverá promovê-lo de volta ao elenco profissional durante a disputa do Campeonato Brasileiro.