Desde que o calendário nacional retornou pós-Copa América, o ​Atlético-MG já disputou seis partidas: duas pelas quartas da Copa do Brasil, três pelo Campeonato Brasileiro e uma pela Sul-Americana. Neste curto recorte, o Alvinegro balançou as redes em sete ocasiões, sendo que nenhum destes tentos veio dos pés de seus centroavantes de ofício.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Como destaca o ​Globoesporte, são mais de 500 minutos de bola rolando sem gols dos homens de referência do Galo, jejum que passa exclusivamente pela fase dos próprios, afinal, o time alvinegro tem criado oportunidades em bom volume. O último tento por um atacante alvinegro foi de Alerrandro, no empate por 1 a 1 contra o São Paulo, antes da pausa. 


Desde então, o jovem atacante tem revesado na titularidade com o experiente Ricardo Oliveira, sem que nenhum dos dois conseguisse emplacar uma grande exibição. Enquanto o garoto perdeu um pênalti contra o Fortaleza e acertou a trave em chance claríssima contra o Goiás, o veterano camisa 9 perdeu inúmeras chances agudas contra o ​Botafogo no Rio, jogo de ida válido pelas oitavas da Sul-Americana.

Alerrandro,Luan,Chara

Neste recorte de seis partidas pós-Copa América, os artilheiros do Atlético-MG são dois de seus meio-campistas: Cazares e Vinícius Goes, ambos com dois gols anotados. Na noite desta quarta (31), os atacantes alvinegros terão uma nova chance para encerrar a incômoda seca, já que o Galo recebe o Botafogo pela volta do mata-mata continental. Para saber mais detalhes sobre esta partida, confira nosso pré-jogo clicando ​aqui.