Após se ​apresentar ao PSG e fazer parte da apresentação dos uniformes da nova temporada, Neymar ficará treinando internamente à fim de aperfeiçoar seu estado físico para a temporada francesa, que está prestes a começar e ainda assim, não temos nenhuma certeza sobre o ​futuro de Neymar, que já deixou evidente seu desejo de deixar Paris. Até o momento, ele não será negociado pelo clube, a não ser que o valor oferecido pelo jogador seja na casa dos €222 milhões, preço pago pelo clube ao Barcelona, em 2017.

Neymar Jr.

Em meio a tantas polêmicas envolvendo o jogador, o volante italiano e companheiro de clube de Neymar, Verrati, afirmou, segundo ogloboesporte.com, em entrevista à rádio francesa RMC Sports, nunca ter ouvido o craque dizer que queria deixar o ​PSG, mesmo com o próprio técnico, Thomas Tuchel, afirmando em entrevista que já sabia do desejo do jogador antes mesmo da Copa América. 


"Eu não pude falar muito com ele, mas acho que ele passou por um momento difícil, especialmente com a lesão que o privou da Copa América. Ele também teve momentos complicados em sua vida privada, sobre os quais conversamos muito. É claro que eu ficaria desapontado em vê-lo ir. É um grande jogador. São coisas entre ele e o clube. Eu nunca o ouvi dizer que queria sair. Não sei o que ele disse ao clube, mas, pessoalmente, é claro que eu prefiro vê-lo ficar" - disse Verratti.

Vale lembrar, que o italiano já esteve na situação atual do brasileiro duas temporadas​ atrás, quando quase deixou a equipe francesa rumo ao Barcelona por algumas divergências com o clube atual, mas disse que todas foram contornadas e que ele não se arrepende de ter ficado na França. 


Com tal afirmação, que parece um conselho para que Neymar fique, Verrati encerrou sua entrevista dizendo que Paris Saint-Germain não deve ir à disputa no mercado por um jogador com desejo de sair, pois se ele realmente quiser, sempre encontrará um meio de fazer isso.