​Foram oito gols em quatro jogos, numa média de apenas dois por partida. A 12ª rodada do ​Campeonato Brasileiro teve seu pontapé inicial no último sábado, 27, mas ficou um pouco aquém do esperado, principalmente no quesito empolgação. Foram duas vitórias de visitantes, uma vitória de mandante e um empate. Mas muitos reservas, em virtude da preocupação com as demais competições de mata-mata que vêm pela frente. Aqui embaixo você confere um resumo de cada um dos duelos...




Palmeiras 1 x 1 Vasco

Bruno Henrique,Talles

No reencontro entre Luiz Felipe Scolari e Vanderlei Luxemburgo, quem se deu melhor na verdade foi nenhum dos dois. Os vascaínos até surpreenderam com um gol logo no início da partida, através de Marrony em pleno Allianz Parque. Mas alguns minutos mais tarde, ainda na primeira etapa, o ​Verdão igualou o placar após pênalti cobrado por Gustavo Scarpa. O jogo foi de poucas emoções e lances de efeito, com destaque um pouco maior para a chance clara desperdiçada por Marcos Júnior. Bola na trave depois do rebote concedido por Weverton, aos 38 minutos do segundo tempo. O resultado foi mais interessante ao ​Vasco, que vai desgarrando de vez do Z-4. Já os palmeirenses seguem passando pelo momento mais delicado da temporada e já emana protestos da torcida.


Cruzeiro 0 x 2 Athletico-PR

FBL-SUDAMERICANA-PARANAENSE-JUNIOR

​Raposa foi para o confronto repleta de reservas, mesmo atuando no Mineirão. Nem mesmo o goleiro Fábio foi utilizado. Seu suplente, Rafael, teve muito trabalho para conter o ímpeto ofensivo do ​Furacão. Com uma boa atuação, evitou um placar mais elástico. Os gols de Jonathan (pênalti) e Bruno Guimarães deram ponto final à partida. A situação cruzeirense segue periclitante, colado ao Z-4 na 16ª posição. Os athleticanos, por sua vez, começam a se aproximar do pelotão de cima e agora chegaram à 7ª colocação.


Internacional 1 x 0 Ceará

Martín Sarrafiore

Outra partida cujo mandante foi a campo com um time cheio de reservas, mas ao menos desta vez ainda assim saiu com a vitória. O técnico Odair Hellmann optou por poupar seus atletas titulares para a partida contra o Nacional-URU do próximo meio de semana. Sem seus principais nomes, a inspiração ofensiva do ​Colorado também passou longe do ideal. Por outro lado, o ​Ceará pouco assustou, com apenas algumas raras chances em contra-ataques. O jovem Sarrafiore foi o fiel da balança, com um arremate seco e preciso, ainda na etapa inicial. Já nos acréscimos, o Inter (5º colocado) chegou a marcar o segundo, com Guilherme Parede, mas o árbitro Marcelo de Lima Henrique anulou após a intervenção do VAR.


Fluminense 1 x 2 São Paulo

Dodi,Reinaldo

​O Maracanã testemunhou mais um duelo entre tricolores. E, como os momentos dos times podem fazer presumir, quem se deu melhor foi o paulista. O jogo não foi dos melhores tecnicamente, tampouco os gols saíram de grandes jogadas trabalhadas. Mas fato é que o grande destaque ficou para o lateral-esquerdo Reinaldo, autor dos dois gols do ​São Paulo, agora na 4ª colocação. No primeiro, contou com a ajuda inestimável de Muriel (que falha!) e no segundo, de pênalti após a contribuição do VAR, decretou a vitória da equipe de Cuca já aos 52 minutos do segundo tempo. Pelo lado do ​Flu (ainda penando no Z-4), Marcos Paulo e Yony González foram os poucos sopros de inspiração.