​Atual vice-líder do Brasileirão com os mesmos 26 pontos do Palmeiras, o ​Santos é o time mais 'quente' da competição neste momento da temporada: seis rodadas de invencibilidade com cinco vitórias consecutivas. Sua última derrota data do dia 18 de maio, quando foi atropelado justamente pelo arquirrival alviverde por 4 a 0. O doloroso revés parece ter ensinado lições ao time de Sampaoli, especialmente quase o assunto é defesa.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Como destaca o ​Globoesporte, o Peixe sofreu apenas um gol nos seis jogos seguintes ao clássico, evidência de como a equipe transformou o baque da goleada em amadurecimento e maior compactação no momento defensivo. Mesmo enfrentando equipes fortes ofensivamente como Internacional e Bahia, somente o Atlético-MG foi capaz de vazar a defesa santista neste meio-tempo, em jogo que terminou 3 a 1 para o time da Vila Belmiro.


Em números gerais, a retaguarda alvinegra é a quarta melhor do Brasileirão com sete gols sofridos, atrás de Palmeiras (5), São Paulo (6) e Corinthians (6). A solidez do setor chama atenção ao analisarmos que, diferentemente dos três citados acima, o Peixe tem a variação de formações como marca registrada. Em onze rodadas disputadas, Sampaoli só repetiu uma vez o sistema defensivo de um jogo para o outro, entre as rodadas 7 e 8.

Para a próxima jornada do Brasileirão - domingo (28) contra o ​Avaí, equipe que não balança as redes pelo nacional desde a última semana de maio -, o Peixe deve entrar em campo com uma linha de quatro defensores, com Aguilar e Gustavo Henrique formando a dupla de zaga. Lucas Veríssimo cumpre suspensão automática, por ter sido expulso contra o Botafogo.