​Na última segunda-feira (15), o ​Fluminense oficializou e apresentou o meio-campista Nenê, de 37 anos, segunda contratação do clube carioca neste mês de julho. A chegada do armador encorpa as opções ofensivas de Fernando Diniz, mas ainda não é considerada suficiente pelo departamento de futebol do clube para a disputa do segundo semestre. Outros nomes devem pintar nas Laranjeiras, incluindo um atacante e dois defensores.


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Como destaca o ​UOL Esportes, o Flu estuda a possibilidade de repatriar Wellington Nem, de 27 anos, jogador formado em Xerém. Experiente, de passagem pelo futebol europeu e altamente identificado com o clube, o atacante é um dos nomes no radar da alta cúpula tricolor. Contudo, de acordo com o presidente Mário Bittencourt, a negociação não é simples.


"Não temos nada bem encaminhado ou concretizado até porque é bem difícil negociar com o Shakhtar. Se dessa vez conseguirmos uma facilidade maior e tivermos uma possibilidade, com certeza desejamos. A relação de amor dele ultrapassa. Toda vez que ele vem ao Brasil de férias ele vem ao Fluminense. Os jogadores que são feitos em Xerém têm uma vontade enorme de voltar. O Marlon e o Marcelo quando estiveram aqui também foram até Xerém", afirmou.

Wellington Nem

Além do ponta, o Fluminense monitora o mercado em busca de um zagueiro e de um lateral-esquerdo. A primeira posição é considerada emergencial, principalmente após a lesão grave sofrida pelo experiente ​Matheus Ferraz, atleta que vinha se destacando pelo clube no primeiro semestre da temporada.


Crédito da foto de cobertura: Lucas Merçon/FFC