​Dentre os clubes que mais trabalharam durante a pausa da ​Copa América, a Chapecoense possivelmente lidera a janela de transferências, ao menos em relação à saídas. O clube catarinense se despediu de nada menos que dez jogadores, e agora monitora o mercado em busca de contratações. O ​Globoesporte resumiu o que aconteceu de mais importante a nível de elenco no Verdão do Oeste. Confira:


Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Saídas

Luis Ricardo,Bruno Silva

A Chapecoense se despediu de dez jogadores, sendo seis deles peças ofensivas: Perotti e Bruno Silva foram emprestados, ​este último para o Atlético-MG; Victor Andrade, ex-Santos, teve seu contrato de empréstimo encerrado e não foi renovado; Rildo, Lourency e Wesley Natã rescindiram. Completando as saídas, temos o volante Edgardo Orzusa e três jogadores da base: Khevin (volante), Jean Roberto (meia) e Busanello (lateral).


Possíveis reforços

Mauricio Ramos

Apesar de ter perdido seis jogadores de seu sistema ofensivo, o principal alvo da Chape neste mercado é um zagueiro. Trata-se do veterano Maurício Ramos, de 34 anos, conhecido na Série A por sua passagem pelo ​Palmeiras. Seu último clube profissional foi o Al-Sailiya, do Catar, e as negociações estão em patamar avançado.


Ficou no 'quase' e foi para o rival

Durante o mês de junho, a diretoria do Verdão entrou em contato com o ​Botafogo para buscar informações sobre o meia Gustavo Ferrareis, pouquíssimo utilizado por Eduardo Barroca. Apesar de ser informada que o jogador estaria disponível para negociações, as tratativas entre as partes não prosperaram. Na última semana, Ferrareis acabou sendo anunciado como reforço do arquirrival da Chapecoense, o ​Avaí.