Ao dividir concentração, vestiário e uma rotina desgastante de treinos e longas viagens, companheiros de time passam a se tornar uma grande família. Do convívio diário, surgem boas e longas relações de amizade, que podem ser testemunhadas dentro das quatro linhas e também fora delas, na vida 'extracampo' desses jogadores. Confira 9 duplas de 'parças' que construíram histórias de sucesso juntos em suas carreiras


Dele Alli e Eric Dier

FBL-EUR-NATIONS-ENG-CRO

Dois nomes que integram a 'nova geração' da Seleção Inglesa, semifinalista da Copa do Mundo de 2018, Dele Alli e Eric Dier também são companheiros de equipe. Os dois brilham juntos com a camisa do Tottenham, finalista da ​Champions League 2018/19, e estão sempre próximos e 'provocando' um ao outro nos treinamentos, atividades e até mesmo nas redes sociais.


Andy Carroll e Kevin Nolan

Kevin Nolan,Andy Carroll

Separados por seis anos de idade, Nolan (36) e Carroll (30) têm uma história entrelaçada e de apoio mútuo, especialmente com o mais veterano ajudando o centroavante em seus primeiros passos no futebol ainda com a camisa do Newcastle, na década passada. Além do clube alvinegro, os dois amigos também jogaram juntos pelo West Ham, parceria que levou Carroll a nomear Nolan como seu 'companheiro favorito de todos os tempos'.


John Terry e Frank Lampard

FBL-EUR-C1-CHELSEA-PSG

Lendas do Chelsea, John Terry e Frank Lampard fracassaram e conquistaram juntos, em uma parceria emblemática que durou incríveis 13 anos. Além de terem feito parte da maior glória esportiva da equipe londrina - o título da Champions em 2011/12 -, dividiram longos anos de convocações e rotina também na Seleção da Inglaterra. A rotina entrelaçada os transformou em grandes amigos, não sendo raro vê-los juntos em eventos.


Zlatan Ibrahimovic e Maxwell

FBL-FRA-LIGUE1-PSG-NICE

Fenômeno dentro dos gramados, Zlatan Ibrahimovic é, sabidamente, um jogador que divide opiniões nos vestiários. Durão e temperamental, o sueco passa longe de ser unanimidade, mas foi com um brasileiro que estabeleceu uma relação longa de amizade e parceria dentro e fora das quatro linhas: Maxwell. Os dois jogaram juntos no Ajax, na Inter de Milão, no Barcelona e no PSG, com o lateral sempre rumando aos clubes citados a pedido do centroavante.


Didier Drogba e José Mourinho

Jose Mourinho,Didier Drogba

Ao ser contratado pelo Chelsea pela primeira vez, ainda em 2004, José Mourinho ganhou 'passe livre' de Roman Abramovich para fazer as contratações que julgava necessárias. Um dos primeiros pedidos do treinador português foi a chegada do então 'desconhecido' Didier Drogba, contratação que não fez muito sentido para os torcedores londrinos à época. Logo na primeira temporada, o marfinense brilhou e justificou a preferência do comandante. Tal parceria fez sucesso por anos consecutivos e outros muitos em nova passagem posterior (2013/15).


Francesco Totti e Daniele de Rossi

Francesco Totti,Daniele De Rossi

Francesco Totti e de Rossi dividem uma bela história de amor e identificação com a Roma e, consequentemente, se transformaram em amigos inseparáveis pelos muitos anos atuando juntos. Formados no clube da capital, jamais vestiram outra camisa no futebol mundial, apenas a da Seleção Italiana. A aposentadoria do lendário camisa 10 levou o volante às lágrimas, evidência de como a dupla de compatriotas dividia enorme cumplicidade nos gramados.


Neymar e Dani Alves

FBL-FRA-LIGUE1-PSG-RENNES

Ao citar suas referências desde muito jovem, ​Neymar sempre falou de Dani Alves com carinho, confessando que tinha o lateral como uma de suas inspirações. Os dois se tornaram companheiros de equipe em 2013, quando o ex-santista se transferiu ao Barcelona. Na Catalunha, Dani se tornou um verdadeiro 'mentor' para o camisa 10, auxiliando-o com conselhos e dicas para o craque se adaptar ao estilo de jogo blaugrana. Hoje estão juntos no Paris Saint-Germain, clube que detém uma verdadeira legião de brasileiros.


Lucas Paquetá e Vinícius Júnior

Crias da base do Flamengo, Paquetá e Vini passaram juntos por todo o processo de maturação e desenvolvimento antes de serem promovidos ao profissional quase ao mesmo tempo. Muito sintonizados em campo, encantaram a torcida rubro-negra e logo chamaram atenção de gigantes europeus, rumando a Milan e Real Madrid, respectivamente. O encurtamento da trajetória conjunta na Gávea, no entanto, não os afastou: continuam acompanhando e torcendo pelo sucesso um do outro, trocando mensagens de apoio pelas redes sociais.


Fred e Rafael Moura

Fluminense v Ceara - Serie A

Atletas que atuam na mesma faixa do campo/posição, Fred e Rafael Moura jamais desenvolveram uma relação negativa de competitividade pelos clubes onde passaram juntos. Muito pelo contrário. Os dois centroavantes se tornaram amigos muito próximos, dividindo a rotina profissional - atuaram juntos por Fluminense e Atlético-MG, conquistando títulos importantes especialmente nas Laranjeiras -, e também a vida pessoal, com jantares e outros eventos em família. Fred, por sinal, também tem relação de parceria semelhante com o também atacante Rafael Sobis, hoje no Internacional.


Este artigo é um oferecimento de Pokémon: Detetive Pikachu, filme que em breve estará nas telas dos cinemas. Confira abaixo o trailer: